Drop Down Menu

Creative Commons License
Texto sob licença Creative Commons

AFOGANDO-SE NA LAGOINHA

APOSTASIA REGISTRADA

ESTE TEXTO FOI DIVIDIDO EM 6 PARTES:


1ª PARTE

2ª PARTE

3ª PARTE

4ª PARTE

5ª PARTE

6ª PARTE


1ª SUBMERSÃO

Essa semana fui convidado a assistir o DVD “Nos Braços do Pai”, da Igreja da Lagoinha. Por nunca haver assistido nada deles, aceitei a proposta de bom grado. Já nos primeiros minutos fiquei desagradado pela constante busca forçada por uma emoção… uma ânsia infindável de choro que, por ser tão constante e tão facilmente se alternar para outros estados emocionais, acaba convencendo de que não pode ser verdadeiro. Ainda assim, querendo conhecer a mensagem divulgada por aquele ministério, resolvi que seria uma boa oportunidade para conhecer mais sobre esse pessoal tão comentado e reverenciado em todos os lugares do Brasil.

Aqui cabe a citação de uma parte do texto que encontrei na capa do DVD:

“Em um ato profético, 1.200.000 pessoas se reuniram na Esplanada dos Ministérios em Brasília – DF, na noite de 13 de julho de 2002, para adorar ao Pai, que revelou o Seu coração a cada um de Seus filhos e à nossa nação”.

Espero que as pessoas que se dispuserem a ler esta primeira parte não deixem de ler a segunda, onde há mais vídeos e uma conclusão própria a este assunto, ou seja, este texto representa apenas a primeira e menor parte de uma análise sobre as mensagens passadas pelo ministério chamado "Diante do Trono". Há também um texto complementar, de outro autor. Mas tenham a certeza de que não adianta vir até aqui e ler "superficialmente"… aliás, nem adianta ler se não houver disposição para comparar o texto aqui contido com a Bíblia. Antes mesmo de emitir qualquer opinião, lembrem-se do texto de Isaías 5:20 e 24:

"Ai dos que ao mal chamam bem, e ao bem mal; que fazem das trevas luz, e da luz trevas; e fazem do amargo doce, e do doce amargo! (…) Por isso, como a língua de fogo consome a palha, e o restolho se desfaz pela chama, assim será a sua raiz como podridão, e a sua flor se esvaecerá como pó; porquanto rejeitaram a lei do Senhor dos Exércitos, e desprezaram a palavra do Santo de Israel."

Tal qual qualquer filme, no início aparece uma advertência sobre a reprodução indevida e todas as sanções relativas a isso. Tal advertência é baseada numa lei caduca (lei 5988, de 14/12/1973) e dois artigos do código penal (184 e 186). A lei 5988 foi substituída pela lei 9610 (de 19/02/1998), sendo que esta, mais nova, garante (Capítulo IV, artigo 46) o direito de citação. Já os artigos do código penal são enfáticos ao mostrar que o crime se relaciona a auferir qualquer forma de lucro (direto ou indireto)… e tenham a completa certeza de que não ganho nem um centavo ao publicar esta análise… portanto, estou isento das penas das leis dos homens. Talvez tais menções legislativas causem estranheza, porém antes de prosseguir em minha análise faz-se necessário esclarecer tudo o que apresentarei aqui, pois são provas claras de que, diante da verdade de Deus, há muito engano sendo vendido debaixo do manto “gospel”.

Admito que fiquei bastante impressionado pela produção do show, digno de qualquer espetáculo secular: uma orquestra fantástica, dançarinos, um coral coreografado e afinado… tudo bem que de início achei a cantora principal parecida demais com uma das famosas "estrelas" populares (secular) do Brasil, mas a forma como ela apelava constantemente ao emocionalismo serviu de parâmetro para uma diferenciação clara e rápida…

Mas… esperem aí! A forma como ela canta não pode ser a base de uma análise bíblica. Minha intenção aqui é edificar meus irmãos e não inflar uma discussão sobre estilos musicais… esse nunca foi, não é e nunca será o objetivo deste site. Aqui se segue o conselho dado por Jesus Cristo:

“Não julgueis segundo a aparência, mas julgai segundo a reta justiça” (João 7:24).

Mediante uma ordem tão importante, como posso eu me ater a detalhes tão fúteis? Se eu quiser ser um servo fiel de meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, tenho que buscar orientações na palavra de Deus, conforme fizeram os bereanos em Atos 17:10-11 e, por isso, foram elogiados.

Eu pensei em fazer uma crítica minuciosa, detalhando cada engano que é apresentado de forma alegre e vívida no decorrer do espetáculo, mas acabei me decidindo por citar apenas os momentos mais chocantes e tenebrosos que pude constatar.

Meu primeiro susto aconteceu quando a cantora tirou duas passagens bíblicas distintas de seu contexto original, misturou-as e, daí, inventou um “coquetel maluco” que apenas aqueles que estão bem fraquinhos na Bíblia (ou então hipnotizados pelo emocionalismo…) conseguem engolir. Vou citar as passagens referenciadas da forma completa e correta e, após, transcreverei as palavras da cantora para que possam compreender a doutrina espúria apresentada:

“Naquela mesma hora chegaram os discípulos ao pé de Jesus, dizendo: Quem é o maior no reino dos céus? E Jesus, chamando um menino, o pôs no meio deles, e disse: Em verdade vos digo que, se não vos converterdes e não vos fizerdes como meninos, de modo algum entrareis no reino dos céus. Portanto aquele que se tornar humilde como este menino, esse é o maior no reino dos céus.” (Mateus 18:1-4)

Temos aqui um conselho de Jesus Cristo para que sejamos humildes como meninos e tal conselho é reafirmado em outra passagem:

“E traziam-lhe meninos para que lhes tocasse, mas os discípulos repreendiam aos que lhos traziam. Jesus, porém, vendo isto, indignou-se, e disse-lhes: Deixai vir os meninos a mim, e não os impeçais; porque dos tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo que qualquer que não receber o reino de Deus como menino, de maneira nenhuma entrará nele.” (Marcos 10:13-15)

Já num outro momento, próximo à crucificação, Cristo ora:

“E disse: Aba, Pai, todas as coisas te são possíveis; afasta de mim este cálice; não seja porém, o que eu quero, mas o que tu queres.” (Marcos 14:36)

Notem que tal texto apresenta um momento de angústia mas também de suprema confiança e intimidade… afinal Jesus Cristo é Deus! Em momento algum é dada a impressão de que Jesus tenha agido tal qual uma criança manhosa. Porém a líder do louvor tem o disparate de dizer:

“Foi Jesus quem nos ensinou a chamar o Pai! Aba, Paizinho! Como crianças entramos no Reino… chamando pelo nosso Papai.”

Entendam que ela inventou uma substituição da humildade recomendada por Jesus por uma outra coisa: um arremedo do comportamento das crianças carentes e de fraldas sujas… aquelas crianças bem chatas que, enquanto fazem manha, ficam repetindo a mesma frase sem parar! Vejam a “letra” da música que é então iniciada:

“Pai, Meu Pai, Meu Papai, Aba, Pai.”

… e é tudo.

Seria apenas ridículo, mas o grupo então inicia uma série de repetições dessa seqüência de palavras e dos acordes ligados a essa composição, arrastando-os por quase quinze minutos de exaustivo mantra. Não nego que exista uma bela harmonia que, inclusive, agrada os sentidos… porém as manifestações registradas no decorrer desse tempo são tão ou mais assombrosas do que o próprio mantra em si.

Nesse ponto percebi que o show se transformou numa busca emocional, insana e antibíblica pela presença de Deus. Mas, ora bolas, será que eles nunca leram a Bíblia? Jesus Cristo diz sem rodeios:

“E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios, que pensam que por muito falarem serão ouvidos” (Mateus 6:7)

Essa ferramenta de controle mental é tão eficiente que a música permanece ressoando em nossas mentes. No meu caso, mesmo ciente de seu uso e resistindo ativamente, algum tempo depois me descobri com aquela frase musical ressoando na memória: “Paaai… meu paaai…”

Ainda pior que essa “música” foi o momento escabroso apresentado no meio do mantra, quando foi criado espaço para uma “profecia”, supostamente transmitida por Deus através de uma senhora. Aí as coisas ficaram ainda mais terríveis: o deus deles se manifesta com grandiloqüência, porém de forma confusa, desconexa e antibíblica. Dá uma ordem atrapalhada e, pior de tudo, sem serventia. Chega ao absurdo de referir-se à igreja como “amada minha”, “noiva minha”, “esperada minha”… frases que, conforme a Bíblia,caberiam apenas a Jesus Cristo, o Filho. Vejamos algumas passagens:

“Jesus, porém, lhes disse: Podeis fazer jejuar os convidados para o casamento, enquanto está com eles o noivo? Dias virão, contudo, em que lhes será tirado o noivo; naqueles dias, sim, jejuarão.” (Lucas 5:34-35)

“Alegremo-nos, exultemos e demos-lhe a glória, porque são chegadas as bodas do Cordeiro, cuja esposa a si mesma já se ataviou.” (Apocalipse 19:7)

“Então, me falou o anjo: Escreve: Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro. E acrescentou: São estas as verdadeiras palavras de Deus.” (Apocalipse 19:9)

“Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo.” (Apocalipse 21:2)

“Então, veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos sete flagelos e falou comigo, dizendo: Vem, mostrar-te-ei a noiva, a esposa do Cordeiro.” (Apocalipse 21:9)

Estes são alguns dos versos bíblicos onde de define que Jesus Cristo é o noivo da Igreja e imagino que isso seja senso comum entre qualquer cristão com o mínimo conhecimento bíblico.

Para compreender a gravidade da mentira difundida durante aquela “profecia”, faz-se necessário ressaltar que Deus é triuno: Pai, Filho e Espírito Santo. Minha mente não é capaz de compreender como exatamente isto funciona, porém tenho certeza que cada uma das pessoas da trindade tem suas características únicas, suas funções exclusivas e que tais atributos não são intercambiáveis, ou seja, Deus Pai e criador do universo é um atributo que não se encaixa em Jesus Cristo… não faz sentido dar o título de “Pai” a Jesus Cristo, pois Ele é o Filho, o Cordeiro, o Salvador! Assim como as funções do Espírito Santo também só a Ele cabem.

Mediante tal certeza, irei transcrever um trecho que prova a irracionalidade da profecia, pois durante todo o discurso o suposto deus trata a igreja como “noiva”, “amada”… até que chega a um ponto onde profere o seguinte absurdo:

“Ó amada minha! Noiva minha! Somente através da vida de meu Filho esta nação será mudada!”

Tal frase só pode ser herética, pois deixa apenas duas possibilidades: ou o deus deles tomou a noiva do filho, ou então o Gêzuz deles assumiu o posto do pai e está anunciando que vai ser papai… ou seja, um “neto” de deus.

Fiz questão de escrever em minúsculas porque definitivamente o meu Deus foi, é e sempre será o mesmo, assim como Jesus Cristo, o verdadeiro, não tomaria parte num absurdo destes! Ora bolas, a igreja é noiva do Cordeiro e Deus Pai não se refere a ela como noiva… pelo menos não durante todo o texto bíblico. Será que esse pessoal descobriu uma nova bíblia ou estão simplesmente falando heresias gratuita e impunemente? Impunes por enquanto…

"Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele." (Deuteronômio 18:20-22)

Um outro detalhe alarmante é o modo com que algumas pessoas têm seus movimentos registrados durante o vídeo: sentados de pernas cruzadas num suposto “transe” espiritual, cheios de espasmos, tremendo, babando, chorando… até mesmo esperneando e fazendo manha! Uma mulher que freqüentou centros de macumba (e que agora é convertida ao evangelho de Jesus Cristo) identificou clara analogia entre esse comportamento e as ações daqueles perdidos através dos quais se manifestam os espíritos identificados como “crianças”. Um culto (que deveria ser) de louvor e adoração a Deus realmente precisa disso?

Para se chegar até Deus não é necessária a busca por um estado alterado de consciência e nem o Espírito Santo que, apesar de habitar em todo aquele que aceita Jesus Cristo, não se manifesta através de possessão, não toma controle sobre a consciência… não age como demônio! Isso significa que: ou tem gente querendo aparecer… ou então tem gente possessa. Ambas as opções são incompatíveis com o perfil de um verdadeiro cristão.

Após tantas constatações terríveis, nada mais justo que provar minhas palavras através do vídeo, que é a “testemunha de acusação” mais eficaz que consegui imaginar, pois registra e apresenta cada detalhe de tudo que descrevi.

O único lugar capaz de hospedar os vídeos coloca propagandas antes de exibí-los:
tenham paciência e perdão pelo inconveniente!

LINKS PARA DOWNLOAD DOS VÍDEOS: SOMENTE NO SITE

A seguir veremos outras coisas terríveis desse DVD como, por exemplo, a preparação para um vindouro paraíso nesta terra…

INTERVALO:

ALGUÉM TENTOU ME AFOGAR JUNTO!

Esse intervalo está sendo escrito durante a reformulação do site, em 2009: juntei três partes em apenas uma e saibam que até hoje ainda recebo manifestações de pessoas que não entendem a seriedade das afirmações que faço.

Entre o término da primeira parte e a conclusão da segunda houve um intervalo de quase um mês: milhares de idólatras escreveram para defender seus ídolos: alguns poucos civilizadamente, muitos através de impropérios e ameaças e até mesmo pastores, que deveriam conhecer a Bíblia, apresentaram uma teologia apodrecida e humanista.

Como exemplo apresentarei apenas a longa mensagem enviada por um pastor que tentou utilizar uma argumentação até que levemente bíblica, mas completamente deturpada pela infiltração das técnicas mundanas e voltada para a aceitação dos mantras, do emocionalismo… conheça agora uma carta de teor, no mínimo, esdrúxulo:

Uma resposta a Teóphilo Noturno, Afogado no Tradicionalismo e nos "Achismos"

Prezado Teóphilo,

Achei seu site sem querer na Web em mais uma de minhas muitas pesquisas. Li muito do conteúdo e confesso que estou pasmado. E essa última análise sua foi simplesmente aterradora! Eu nunca vi alguém se esmerar tanto em falar bobagens e querer dar um sentido à Palavra de Deus que não existem. Detectei inúmeros erros de hermenêutica, de teologia e alguns que beiram até a heresia. Como você mesmo disse:

“NÃO SOU O DONO DA VERDADE! … Se eu estiver mentindo ou errando, estarei sempre disposto a corrigir minhas afirmações, desde que as críticas sejam acompanhadas de citações bíblicas pertinentes”

Ao contrário de você não sou anônimo e tenho peito pra responder as questões sem medo. Meu nome é Leandro Silva, sou pastor evangélico, ministro de louvor, casado há 10 anos, convertido há 15 anos, mas com vivência desde a infância na igreja (1).

Antes de refutá-lo gostaria de dizer que identifico em você uma boa índole. Você parece estar buscando mais de Deus, mas é muito confuso, religioso e tradicionalista. Assim tenta colocar Deus em uma caixinha, mas como ele mesmo já te mostrou e te deu respostas maravilhosas, é impossível colocar um padrão em Deus. Ao mesmo tempo em que se diz defensor da verdade, acredita em palavra Rhema e concorda com o ministério de Daniel Mastral, que sem julgá-lo, tem sido alvo de críticas também. Ou seja, você às vezes quer ser ortodoxo, às vezes quer ser aberto(2). Decida-se! Com todo o respeito é que faço essa refutação, baseado na sua afirmação de humildade acima, ok?

Então vamos lá apontar os erros e absurdos de Teóphilo Noturno no vídeo “Nos braços do Pai”

1) ERRO DE HERMENÊUTICA (Mateus 6:7)(3)

Você usa esse texto como um troféu, praticamente baseando toda a sua análise nesse texto. Primeiramente é errado querer criar uma doutrina ou analisar algum comportamento à luz de apenas UM texto bíblico. Isso é um erro hermenêutico GRAVÍSSIMO o que demonstra sua falta de conhecimento das verdadeiras ferramentas bíblicas. Jesus critica nesse texto a atitude dos fariseus e religiosos de orarem no templo ou em sinagogas com frases repetidas e em público, com uma notória vontade de se aparecer para todos e deixar a impressão de bom judeu e espiritual. Isso está claro em todo contexto do capítulo o que parece que você não leu, pois só te interessa um versículo, o que é comum em tradicionalistas. Cristo está condenando essa atitude de falsa espiritualidade. Não tem nada a ver com cânticos de louvor.

Tanto é verdade, que a continuação do texto, Jesus compara a repetição dos fariseus com a repetição dos gentios, que eram os outros povos ao redor de Israel, que nas suas adorações repetiam realmente encantos e mantras, que não estavam errados simplesmente pelo fato da repetição, mas sim porque eram pra adoração a demônios e deuses que sabemos que não existem. A repetição não é errada e nem tampouco demoníaca. Você, além de desconhecer contextos históricos, também desconhece a Palavra de Deus, onde existem inúmeros casos de repetição. Quer uma prova? Dá uma olhada no Salmo 136?

Contou aí? Quantas vezes aparece a expressão “porque a sua benignidade dura para sempre”? 25 vezes! Isso porque eu não contei as expressões “Dai graças”. A questão Teóphilo, é que você também desconhece que o que acontece aqui é um HEBRAÍSMO, ou seja, uma forma literária, algumas vezes poética, da língua hebraica. Para expressar intensidade, ênfase ou grandeza, o hebraico se utiliza da repetição. Vemos isso também em Isaías 6, o termo hebraico é KADOSH, KADOSH, KADOSH. Jesus também se utiliza disso, em várias respostas suas ao dizer: “Em verdade, em verdade vos digo”. A repetição não é um problema ou pecado em si. O direcionamento da repetição e seus objetivos sim é que têm problemas. Os vídeos sobre mantras e repetições que você apresenta só demonstram o que já sabemos: o diabo imita tudo o que Deus faz e distorce tudo aquilo que é verdadeiro, só para colocar em dúvida e em cheque a Palavra de Deus. Os incautos vão cair e parece que você não se apercebeu disso. Uma faca é uma arma. Eu posso utilizá-la pra matar ou pra passar manteiga no pão. Sou eu que escolho.

Bem, só com esse ponto eu já poderia parar, pois como já disse, sua análise é toda baseada nessa premissa que já demonstrei aqui que é furada. Deixo ainda uma dica pra você ler meu artigo “Teologia da Repetição” que está anexo a esse e-mail. Um ensaio onde eu questiono porque tantas pessoas vêem problema na repetição. E pelo visto você é uma delas.

Mas vamos continuar (isso vai longe…)

2) MISTURA DE CITAÇÕES BÍBLICAS (4)

Você afirma que Ana Paula está misturando os textos de Marcos 14:36 e Mateus 18:3 e criando uma idéia antibíblica. Nada mais errado!! Mais uma vez seu desconhecimento de contexto histórico impera. A expressão ABA PAI é um diminutivo utilizados pelas crianças israelitas. Equivale ao “Dad” no inglês ou “Papai” no português. O conceito de chamar O Deus Yaweh, Ell Shadai de Pai para os judeus e fariseus da época era inaceitável. Mas Jesus introduz essa idéia, afirmando várias vezes que tinha sido enviado por seu Pai, e que podemos chamá-lo assim. Ensina a oração do Pai nosso. Se somos seus filhos, podemos achegar a ele como crianças que clamam por seu pai, ou Aba em hebraico. A idéia é totalmente bíblica e espiritual, tanto que o próprio Jesus afirma que é este sentimento que temos que ter, o de sermos como crianças diante do Pai, pois delas é o reino dos céus (5).

3) DAR CRÉDITO A PALAVRAS DO DIABO (6)

Você diz que obteve informação de ex-espíritas e ex-macumbeiros sobre as supostas “possessões” que pra você estariam acontecendo por causa das expressões dos ministros e músicos no momento da adoração. Ainda diz que são “espíritos de criança” e que isso se comprova pelo fato de que eles apresentam sinais como sentar-se curvado, choro, balanço constante do corpo, etc.

Você está lendo palavras escritas por um ex-macumbeiro. Minha família sempre teve envolvimento e em minha própria casa havia sessões espíritas. Graças a Deus fui liberto por Cristo e hoje já consegui ganhar muitos de minha família para Jesus (1). Realmente existem demônios que se fazem parecer como crianças e são chamados de “Erês”. Ao possuírem a pessoa, se comportam e falam como crianças, mas dão passes e orientam como qualquer outro demônio que se faz passar por espírito de alguém. Tudo o que esses demônios falaram, muitas coisas não aconteceram, nem na minha vida e nem na de outras pessoas. É um engano atrás do outro. E preciso lembrar pra você que o Diabo é o pai da mentira (João 8:44). Como é que nós cristãos vamos dar créditos a palavras vindas do Diabo? Mesmo que essas pessoas são ex- macumbeiras como eu, não podem querer achar válido alguma ação ou atitude do diabo!! É preciso ter bom senso, e você Teophilo caiu em um erro que está sendo comum na igreja, dar crédito as palavras do Diabo ao invés do Espírito Santo. Muitos acreditam nos nomes dos demônios, nas regiões e ações que eles tomam baseadas em informações de ex-satanistas, ex-isto ou aquilo. E qual é a fonte dessas informações? O próprio diabo!!! Eu não preciso saber seu nome ou o quê ele faz. Sei que seu nome é diabo e o que ele faz é roubar, matar e destruir e isso é o suficiente. Expulso-o no nome de Jesus e pronto!!

Então além de dar crédito a palavras do Diabo você também está desacreditando de que Deus pode fazer qualquer coisa. A manifestação da presença de Deus pode gerar expressões ou resultados surpreendentes nas pessoas. Ou você nunca leu que Maria foi cheia do Espírito Santo e cantou um lindo Cântico Espiritual? (Lucas 1:46 em diante). Como ela na sua simplicidade e sendo mulher (o que culturalmente lhe impedia de ter conhecimento ou educação formal) poderia ter tamanho conhecimento expresso nesse cântico a não ser pela presença do Espírito Santo??? Sua bíblia não tem Atos 2? As línguas repartidas de fogo e os discípulos falando idiomas que não conheciam não te diz nada? Você acha que eles ficaram falando quietinhos sem nenhuma expressão corporal? Cuidado ao dizer que coisas de Deus são atitudes do Diabo!!

Você ainda afirma que “…o público teve TODA sua capacidade de raciocinar logicamente prejudicada devido a avalanche emocional, grandiosidade do evento…”. Meu Deus que poder a Lagoinha tem hein?? Poder de manipular milhares de pessoas com uma simples música de adoração a Deus. A música e sonoridade alta podem sim atacar o sistema nervoso, isso é fato. Mas estamos falando de coisas espirituais e o que você está insinuando que tudo não passa de manipulação psicológica. E a manifestação da presença de Deus não pode ser? Pra você Deus não pode se manifestar através de músicas, que emocionam ou fazem pessoas chorar? Será que você é tão insensível a ponto de não chorar ao ler os relatos da crucificação de Jesus nos evangelhos? Você não verte uma lágrima ao assistir o filme “A paixão de Cristo” sabendo que tudo o que foi mostrado ali não é nem 10 por cento do que Jesus realmente sofreu por seus pecados? E uma simples música que leva alguém a chorar pra você é algo diabólico? Rapaz, você precisa urgentemente de um encontro com Deus e de uma verdadeira experiência que desça para seu coração e não fique só em sua mente racionalista.

4) HERESIA (7)

Quando vídeo começa a demonstrar uma profeta que entrega uma profecia a nação brasileira, você começa a entrar nas raias da heresia. Primeiro preciso lhe informar que a profecia é um dom espiritual, que quer você queira ou não, existe. Deus levantou inúmeros profetas para serem seus porta-vozes como Isaías, Jeremias, Oséias, Ageu, etc. e hoje na época da graça que vivemos derramou através de seu Espírito Santo os dons espirituais, onde um deles é a profecia. Na opinião de Paulo (I Co 12 e 14) é o dom mais importante e deve ser buscado pois é para edificação da igreja e não é para benefício próprio (8). Então se você não crê em profecia, leia I Tess. 5:20. Uma pessoa que não crê em profecia não pode julgá-la pois cairá em erro.

Bem, mas você começa a julgar a profecia dizendo que a nova história de que ela está falando seria baseada em uma nova Bíblia, pois não tem base bíblica. Olha Teóphilo, Deus não precisa de base bíblica pra agir se você quer saber (8). Ele age até hoje e faz coisas que não estão previstas e nem mencionadas na Bíblia. Seu problema, como o de toda tradicionalista é o de achar que Deus está limitado a padrões humanos e é incapaz de fazer algumas coisas. A Teologia sistemática diz que Deus é atemporal, não está preso a limites de tempo; Onipresente, onisciente e onipotente; ele está em todos os lugares, sabe de todas as coisas e tem todo o poder; o Salmo 139 corrobora com isso, pois o salmista afirma que se subir aos céus ou descer ao mais profundo abismo, Deus está lá. Já leu o texto de Isaías 48:6?: “ Já o tens ouvido; olha bem para tudo isto; porventura não o anunciarás? Desde agora te mostro coisas novas e ocultas, que não sabias.” Outros textos também trazem essa ênfase mas vou deixar você mesmo procurar. O que a profecia está dizendo é que Deus pode realizar novas coisas, baseado em seus princípios imutáveis registrados na Palavra de Deus. É simplesmente isso. Não invente. Ele não nega sua própria palavra, mas sua palavra é infinitamente menor do que o próprio Deus.

Mais uma vez você afirma que por causa das expressões estranhas eles estão possuídos e não é a shekinah de Deus. Olha, preciso te lembrar que quando Deus se manifesta, as coisas não ficam como são. Preciso te lembrar o que aconteceu na dedicação do Templo de Salomão, após ele terminar a oração?

Agora o mais grave é você atacar a doutrina da TRINDADE. Você afirma que como é Deus que está falando não pode chamar a igreja de minha noiva, pois ela é noiva de Cristo e não de Deus. Isso é heresia! É até blasfêmia! Simplesmente você esquece ou não sabe de um dos princípios mais básicos da CRISTOLOGIA: JESUS É DEUS. E não é UM Deus apenas e sim O Deus. Deus, Jesus e o Espírito Santo são DEUS. Pode estar gramaticalmente errado mas é teologicamente correto. Logo, a confusão está acontecendo na sua mente e não nas mentes daqueles que crêem na Bíblia e na doutrina da Trindade. Deus pode muito bem chamar a igreja de sua noiva pois Jesus é Deus e a igreja é sua noiva. Esse é o mistério da fé Cristã. Não adoramos a três deuses como os muçulmanos nos acusam. Adoramos a um único Deus que têm três pessoas distintas mas é o mesmo Deus! Aprenda isso pelo amor de Deus!

5) NUMEROLOGIA E SUPERSTIÇÃO (9)

No fim do vídeo você apresenta que a expressão “Pai, meu Pai, meu Pai, Aba Pai” se repete 13 vezes e isso é altamente suspeito. Ué, você é adepto da numerologia? Seu nome tem H porque precisa de mais uma letra pra vibrar em constante harmonia com a energia do cosmos? Ah pára de besteira! Uma informação pra você que provavelmente não saiba, pois é do campo da música. Um compasso é dividido em 4 partes. O refrão que você tanto odeia segue o padrão da maioria de estrofes e refrões musicais, onde se repete 3 vezes pra finalizar. E, no caso desta música, foi acrescentado um “Aba Pai”, que você contou como se fosse mais uma vez a repetição. Logo 4 x 3 = 12 + 1 = 13.

O 13 é o que, o número de azar? Número satânico? Se meu nome tem 13 letras eu sou do diabo? Você não passa de alguém que quer inventar que existe superstição no meio da igreja. O que existe na Bíblia são números que tomam um valor simbólico, analógico, dependendo do contexto textual, bíblico e histórico, o que você já demonstrou não conhecer. Por exemplo, o 12 simboliza o governo de Deus, pois em TODA a Bíblia ( e não apenas em um versículo) ele aparece em coisas que controlam, como as 12 horas do dia e da noite, as 12 tribos, as 12 portas da Nova Jerusalém; O 3 é o número da essência de Deus, Pai, Filho e Espírito Santo, Corpo, alma e espírito, etc. O fato da música se repetir 13 vezes não quer dizer absolutamente nada!! Só na sua cabeça supersticiosa.

CONCLUSÃO

Você disse que essa é só a primeira parte e que está fazendo uma segunda análise. Por favor não faça isso. Não nos brinde com mais uma pérola de besteiras teológicas sem nexo, sem fundamento e totalmente fundamentalistas. O que você quer é reconhecimento e fama, até vibrou com uma nota que Eclésia fez a respeito do seu site. Ainda diz que tem um equipe? Quer dizer que tem mais gente que está junto com você para produzir essas “preciosidades”? Ai ai ai ai…

Você diz no seu site que não está julgando apenas segue o texto de João, capítulo 7, verso 24: "NÃO JULGUEIS SEGUNDO A APARÊNCIA, MAS JULGAI SEGUNDO A RETA JUSTIÇA." Mas passa todo seu tempo do site e deste vídeo com julgamento e mais julgamentos pessoais sem nenhum traço de justiça, quanto mais reta justiça. Um conselho pastoral pra você: Vá estudar mais a Bíblia, peça orientação do Espírito Santo pra você, aconselho a ler bons livros de homens e mulheres que creiam no sobrenatural de Deus e pare com esse pseudo ministério, pois além de ser uma vergonha para o evangelho, você realmente torna verdadeiro o ditado que diz : “A igreja é o único exército que luta contra si mesma”. Vá evangelizar, discipular e obedecer a ordem de Jesus. Mas não entre mais em uma área que já vimos que você não domina nada. Não se torne mais um Hélio (Sola Scriptura, fanático pela TT), que também é outro fundamentalista, o qual também já refutei e me respondeu com tantos xingamentos e palavrões que estou até com medo de sua resposta hehehehehe. Mas já vi que as reações de fundamentalistas são todas iguais. Mas quero te dizer que acima de tudo eu te amo em Cristo e Jesus quer te orientar a realmente fazer a obra dele. É só você querer.

Se você quiser pode acessar meu blog e ler mais artigos meus. Estou a disposição caso queira conversar, se arrepender humildemente e aprender verdadeiramente a Palavra de Deus.

A paz do Senhor,

TEOLOGIA DA REPETIÇÃO

Porque muitos vêem tanto problema na repetição?

A repetição é necessária.

Não repetição por si só, mas com propósito e fundamento.

Alguém que não está pronto para repetir, não está pronto para a vida

Tudo que é feito de primeira, depende de um agente externo para dar certo, seja Deus, seja sorte ou seja sem querer.

As primeiras linhas de um escritor, os primeiros rabiscos de um desenhista nunca são vistos, pois vão sempre para a lata do lixo. O excelente é fruto de repetição.

Desde crianças aprendemos pela repetição, ou alguém nunca caiu pra aprender a andar ou nunca falou errado pra aprender a falar certo?

Se na escola não aprendemos a lição e não passarmos nas provas, repetimos o ano e a matéria tudo de novo.

Os serafins que estão diante do trono de Deus (Isaías 6)(10) estão clamando todos os dias, toda hora: “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos exércitos. Toda a Terra está cheia da sua glória” e não se cansam!!

Deus fez com que os sacerdotes no Antigo Testamento(11) entrassem todos os dias no templo para oferecerem os sacrifícios diários a Ele, como oferta pelo pecado, para que aprendessem o quanto custa o pecado para Deus.

A obra de Jesus foi consumada de uma só vez, mas Ele mesmo declara para que voltemos ao lugar de onde caímos e nos arrependamos… ou seja: se você errou, repita tudo de novo!!

Jesus passou 3 anos ao lado de seus discípulos ensinando-os pelo único modo mais eficaz de todos: Vejam e repitam o que eu fiz.

Ao criar a humanidade, Deus se arrependeu dela por causa do mal que esta produz, mas Ele escolheu repetir e dar mais uma chance após o dilúvio, mais uma chance para os Judeus através de Jesus, mais uma chance para Israel através da Igreja, mais uma chance para a igreja através dos Avivamentos…

O apóstolo Paulo ao fundar igrejas, ganhava as almas, discipulava, treinava líderes, levantava um pastor e entregava a igreja. Após isso viajava e começa tudo de novo em outro lugar. A igreja é fruto de repetição.

Para obtermos mais conhecimento de Deus, temos que ler a Bíblia sempre. Ou alguém quando lê a Bíblia toda uma vez, nunca mais a lê? Ler várias vezes os mesmos versículos é repetição necessária.

Na natureza vemos a importância da repetição. Após o inverno, vem a primavera e começa o ciclo das estações. Verão, outono e inverno de novo. Todo ano é igual!

Uma árvore, ao ser cortada e deixado um pedaço do tronco, em pouco tempo nasce um ramo e a vida começa de novo! Uma nova árvore surge em meio à morte de outra.

Todos os dias respiramos, todos os meses pagamos contas, todos os anos aniversariamos. É tudo a mesma coisa em todo o tempo!

A diferença é a graça de Deus sobre nossa vida. Se em nosso coração bate a realidade da presença de Deus, da comunhão e intimidade com Ele em todos os momentos, se a nossa condição de Filho não está ameaçada pela dúvida e incertezas externas que nos amedrontam, a vida pode ter rotina, mas a rotina nunca vai ter a nossa vida!

O problema das pessoas que vêem problema na repetição é que não resolveram o problema que tem com Deus e com suas problemáticas vidas! Assim vão indo de mal a pior, culpando a repetição, sem perceber que elas mesmas estão numa repetição constante.

Para romper esse medo da repetição, é preciso quebrar um paradigma em nossa vida e aprender que repetir é necessário.

Porque muitos vêem tanto problema na repetição?

A repetição é necessária.

Não repetição por si só, mas com propósito e fundamento.

Alguém que não está pronto para repetir…

Pr. Leandro Silva

RESPOSTA

Shalom, pastor Leandro.

Realmente gostei de receber sua mensagem e a li com profundo interesse e sinceridade: ao contrário de muita gente que chega xingando e ofendendo, o senhor se apresenta sem animosidade e buscando citar referências bíblicas.

Vou tentar respondê-la através da citação dos tópicos abordados.

1. Ao contrário de você não sou anônimo e tenho peito pra responder as questões sem medo. Meu nome é Leandro Silva, sou pastor evangélico, ministro de louvor, casado há 10 anos, convertido há 15 anos, mas com vivência desde a infância na igreja.

Você está lendo palavras escritas por um ex-macumbeiro. Minha família sempre teve envolvimento e em minha própria casa havia sessões espíritas. Graças a Deus fui liberto por Cristo e hoje já consegui ganhar muitos de minha família para Jesus.

Além dos motivos já alegados, sou anônimo por uma questão profissional e, até que essa situação seja resolvida, não pretendo revelar meu nome… mas, mesmo depois que revelar, não vou mudar meu objetivo: a busca da verdade através da Bíblia.

Sou cristão há mais tempo que você, 33 anos, porém só me despertei para as coisas que tenho escrito faz pouco mais de um ano atrás. Até então eu fui um bom esquentador de cadeiras… das igrejas batistas. Esse ponto você não esclareceu: qual sua denominação?

2009: Foi bom eu ter feito essa pergunta na época, porque ele parece ser uma pessoa que deixa se levar por qualquer onda: tem "vivência desde a infância" na igreja e, ao mesmo tempo, é ex-macumbeiro? Ou seu conhecimento de Deus é tão fraco que não sustenta sua fé ou ele está buscando quem dá mais "vantagens" e "alegria"…

2. Ao mesmo tempo em que se diz defensor da verdade, acredita em palavra Rhema e concorda com o ministério de Daniel Mastral, que sem julgá-lo, tem sido alvo de críticas também. Ou seja, você às vezes quer ser ortodoxo, às vezes quer ser aberto.

Quanto a Daniel Mastral… se você se der ao trabalho de ir olhar, verá um estudo sobre óleo de unção, onde comecei meus questionamentos sobre alguns ensinos propagados por ele.

2009: Na verdade esse Daniel Mastral divide o palco e é amiguinho de gente como Ana Méndez e Neuza Itioka… segue a linha Rebecca Brown de teologias espúrias e quer rejudaizar os cristãos gentios.

3. ERRO DE HERMENÊUTICA (Mateus 6:7)

O Salmo 136 se parece com uma extensa lista de motivos para se dar graças… entre as repetições há coisas bem variadas (tanto em extensão quanto em conteúdo!). Dizer que ele é um mantra seria a mesma coisa que dizer que o “Aleluia” de Haendel também é… e isso é mentira! Davi não ficou repetindo EXATAMENTE A MESMA COISA… ele enumerou muitas coisas utilizando o mesmo início e a mesma justificativa… mas a métrica é completamente irregular e não são vãs repetições. Da mesma forma o “Aleluia” alterna ritmo, melodia e métrica… se você entendeu que eu condeno toda e qualquer repetição, me perdoe, pastor, mas entendeu errado!

A citação do “em verdade, em verdade” apresenta essa incompreensão, pois repetir algo apenas duas ou três vezes não qualifica um mantra…

4. MISTURA DE CITAÇÕES BÍBLICAS

Mais uma vez vejo que não entendeu mesmo meu texto… eu não critico a intimidade com Deus em momento algum! Eu critico o incentivo a um comportamento infantilóide que é divulgado através do mantra apresentado e do “choro” que se sucede…

5. A idéia é totalmente bíblica e espiritual, tanto que o próprio Jesus afirma que é este sentimento que temos que ter, o de sermos como crianças diante do Pai, pois delas é o reino dos céus.

Aqui esse “ser como crianças”, que imagino ser uma citação de Mateus 18, não parece ser de forma alguma uma recomendação a um comportamento imaturo, mas sim que busquemos a pureza, a inocência e a humildade que são inerentes à infância. Depender de Deus e ter intimidade com Ele definitivamente não é igual a agir como alguém com problemas mentais.

6. DAR CRÉDITO A PALAVRAS DO DIABO

Eu não estou dando crédito algum à palavras do diabo…a não ser que considere minha própria esposa (convertida) como tal! EU PRÓPRIO já testemunhei uma parente dela (a família de minha esposa não é convertida, infelizmente…) agindo dessa forma. Não venha me falar sobre espíritas, pois há diferenças entre eles e os macumbeiros… mas isso realmente pouco me importa, pois são todos servos do mesmo senhor. Se tais fatos vêm a ocorrer entre macumbeiros ou espíritas ou, conforme se classificam, “alto” e “baixo” espiritismo, isso pouco me importa: apenas sei (com certeza) que ocorre!

Suas citações (Atos 2, Lucas 1:46 em diante…) são ótimos exemplos de momentos marcantes na história do evangelho, mas DEUS não se repete! Sua graça é MULTIFORME… ou nunca leu I Pedro 4:10? Aliás, Atos 2 é fantástico por narrar A CHEGADA do Espírito Santo, que foi enviado por Jesus Cristo… mas onde está escrito que ele tem que chegar da mesma forma todos os dias e todas as vezes? Aliás, ele já não está? Então não tem mais que “chegar”…

Talvez realmente os cristãos estejam indo a fundo demais ao dar crédito ao diabo e buscando diferenças entre macumba, espiritismo, feitiçaria, wicca, budismo, hinduísmo… eu não creio em nenhum desses, mas que já vi pessoas possessas, isso já vi! Será que o diabo estava fingindo só para me enganar?

7. HERESIA

Aí eu questiono… qual profeta falou “Eu Sou o Senhor”? Geralmente se dizia “Assim diz o Senhor…”.

Quem disse que eu não creio em profecia? Se assim fosse eu não creria na Bíblia!

Eu não julguei o profeta: julguei a profecia!

8. …um deles é a profecia. Na opinião de Paulo (I Co 12 e 14) é o dom mais importante e deve ser buscado pois é para edificação da igreja e não é para benefício próprio (…) Olha Teóphilo, Deus não precisa de base bíblica pra agir se você quer saber

É pastor Leandro… estou vendo que o senhor é muito bom de repetição mas parece que não é muito assíduo ao ler a Bíblia, né?

O senhor é capaz de citar I Coríntios 12 e 14… mas como consegue pular o capítulo 13 inteiro? Pulou porque não te interessava? Saiba que Rick Warren usa a Bíblia do mesmo jeitinho especial que você! E, sem dúvidas, o pessoal da Lagoinha deve ter aprendido no mesmo curso… Deixa eu citar uma linda passagem para que conheça:

"E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria." (I Coríntios 13:2)

Depois de afirmar o que afirmou, imagino que nunca tenha lido isso… mas ler a Bíblia deve ser muito chato para gente tão ativa quanto o senhor, não é mesmo?

Eu não disse que duvido das profecias, porém fica muito difícil de acreditar naquelas que vão diretamente contra a Bíblia: agora, quando você me diz que “Deus não precisa de base bíblica pra agir se você quer saber” … Pelo amor de Deus! Isso sim é uma heresia! Quer dizer que Deus vai passar a contrariar sua palavra? Quer dizer então que Jesus Cristo contou uma mentira em Mateus 5:18? Só pode ser…

Citar Isaías 48:6, do Antigo Testamento, em uma exortação direta à Israel… desculpe, mas eu sou um brasileiro (gentio) convertido por crer em Jesus Cristo e, como herdeiro ESPIRITUAL, há certas promessas que só poderei gozar na ISRAEL CELESTIAL. Isaías 48:1 é bem específico ao citar “casa de Jacó”… Ih! Então não é pra mim… não como profecia!

Jesus é Deus, mas Ele não falaria de si mesmo como seu próprio Filho… Ele provavelmente diria “através da MINHA vida”. Não venha me chamar de herege baseando-se numa enrolação dessas! Uma outra qualidade de Deus é que Ele é PERFEITO… se não for, então não é Deus

9. NUMEROLOGIA E SUPERSTIÇÃO

Ai, que coisa terrível…

Quantas vezes eu vou ter que repetir que não creio nos números e muito menos em seu poder?

Eu questiono àqueles que já estiveram no site e leram o texto chamado “Coincidências”… pelo visto você não é um desses!

O número não tem poder, mas pode ser usado, por exemplo, por uma organização para “assinar” seus atos. Qualquer membro dessa organização é treinado para detectar esses sinais… e reconhecer aquilo como assinatura. Sugiro que leia mais sobre esse tema não mais em meu site, mas no site “A Espada do Espírito”…

Mas as pessoas teimam em ficar questionando sobre o poder dos números… e isso é ridículo!

Só por “coincidência” o show ocorreu no dia 13 também…

10. Os serafins que estão diante do trono de Deus (Isaías 6)…

Eles são SERAFINS, e não seres humanos… da mesma forma que o texto de Apocalipse 4, não pode ser tomado como exemplo, pois a constituição orgânica deles é completamente diversa da do ser humano (os seres ali citados são "cheios de olhos por dentro"… ou seja, a Bíblia não indica que tenham uma mente!) e, onde estão (ao lado do trono do Senhor) não há risco de possessão. Apesar de Satanás, segundo o livro de Jó, ter acesso até lá na frente também…

11. Deus fez com que os sacerdotes no Antigo Testamento…

Pessoas que necessitavam ser ungidas para ter acesso ao Espírito de Deus, sacrifícios extintos por Jesus Cristo… o que tenho eu que aprender com eles? O exemplo de vida dos bons, com certeza! Mas nunca a ritualística!

… ou seja: se você errou, repita tudo de novo!

Aqui está uma ótima condição: SE VOCÊ ERROU!!! Se errou, repita, se acertou… vá adiante! Na minha profissão existem procedimentos "padrão", mas que na verdade nunca se repetem, pois cada caso é um caso… cada “repetição” é completamente diferente da outra! A citação logo abaixo também não serve para refutar nada, pois, como citei acima, a repetição de um método não implica na reprodução exata das conseqüências. Logo, isso continua não justificando as vãs repetições verbais e rítmicas…

Daí em diante sua defesa da repetição se baseia em métodos… o que é valido, mas tentar defender a vã repetição de “Pai, Meu Pai, Meu Papai, Aba Pai” executada de forma monótona por 13 vezes consecutivas com um texto como esses… não é compatível! O método de Paulo, a ação de Deus, a respiração… não são mantras nem aqui e nem na China! O texto é ótimo, as citações são pertinentes… mas o objeto em questão é diverso, invalidando a defesa.

Eu critico e continuo criticando as vãs repetições e os mantras… e espero que haja argumentos repetitivos mais fortes que esses.

 

Fico muito entristecido que o senhor, pastor Leandro, tenha perdido seu precioso tempo me enviando uma mensagem como essa, cheia de acusações vazias e barulhentas, mas sem propriedade bíblica.

Eu não duvido do sobrenatural de Deus em momento algum, mas mesmo sem vê-lo sigo o texto de João 20:29… que é bem mais seguro que agir como um judeu que baseia sua fé na busca e apresentação de sinais!

Ainda assim, sua recomendação para que eu vá estudar ainda mais a Bíblia já foi aceita desde o início e peço constantemente orientação ao Espírito Santo para que não venha a cair em ciladas e na lábia mole de pessoas que pregam um evangelho sem pé nem cabeça, fazem profecias absurdas e querem que seus irmãos se calem e simplesmente engulam esse tipo de lixo.

Outra coisa: haverá sim uma segunda parte e será justamente baseada no erro que é tomar uma profecia feita a Israel para outros povos… se você julga isso uma “pérola de besteiras teológicas”, não assista e continue crendo e pregando as coisas em que crê. Não sou eu quem o condenará, principalmente porque “CADA UM DE NÓS DARÁ CONTA DE SI MESMO A DEUS”… e eu acho que o senhor, como pastor, ainda tem o peso de Hebreus 13:17 sobre suas costas.

Mas vou ser bastante sincero agora… aliás, vou até transcrever o que me disse, para que não haja dúvidas: estou a disposição caso queira conversar, se arrepender humildemente e aprender verdadeiramente a Palavra de Deus.

Eu realmente me arrependeria amargamente se não tivesse base bíblica para responder a cada uma de suas questões enviadas…

O senhor quer que eu me arrependa de que? De buscar a verdade? De me recusar a ser mais um iludido e enganado? De ser conivente com as mentiras divulgadas “em nome do amor”? Não sei bem qual o seu conceito sobre “aprender verdadeiramente” a Palavra de Deus, mas certamente é algo que teremos de fazer juntos.

Eu já comecei… e o senhor?

Uma última coisa: vou publicar, na íntegra, tanto sua mensagem quanto minha resposta… e acho que seria justo enviar uma cópia para o Hélio, afinal ele é citado pelo senhor de uma forma tão “respeitosa”…

A paz do Senhor.

FIM DO INTERVALO

Mensagens como esta serviram para descobrir até que nível as pessoas ditas "evangélicas" podem se rebaixar, assim como me permitiu medir a alienação bíblica dos brasileiros: a apostasia é grande e muita gente que diz "Senhor, Senhor…" está com a passagem para o inferno comprada. Se não houver um arrependimento genuíno e o real interesse em conhecer a Palavra… o anticristo vai fazer a festa!

2ª SUBMERSÃO

INTRODUÇÃO

Sinceramente me parece que a Palavra de Deus é a última das preocupações das pessoas que me escrevem preferindo priorizar o valor das repetições, a questão de meu anonimato, o destino da renda dos CDs vendidos, um improvável ataque de inveja a esse ministério de grande fama (e apostasia), o número de pessoas alcançadas por eles… seriam estes pontos de vista válidos?

Veremos isto até o final do texto, porém parece que grande parte das pessoas se esquece muito facilmente do importante alerta que Jesus fez:

“Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores. Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? (…) Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E em teu nome não expulsamos demônios? E em teu nome não fizemos muitas maravilhas? E então lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” (Mateus 7:15-16; 21-23)

Julguem meus textos diante da Bíblia e não diante de suas opiniões e preferências pessoais!

“Assim diz o Senhor: Maldito o homem que confia no homem, e faz da carne o seu braço, e aparta o seu coração do Senhor! Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e perverso; quem o conhecerá? Eu, o Senhor, esquadrinho o coração e provo os rins; e isto pra dar a cada um segundo os seus caminhos e segundo o fruto das suas ações.” (Jeremias 17:5 e 9-10)

Não é minha função convencer ninguém de nada! A mensagem que tenho pregado tem a função de levar pessoas a consultar a Bíblia, pois na verdade, de acordo com João 16:7-8, quem convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo é o Espírito Santo. E ainda assim há muitos que não irão entender:

“Ora, o homem natural não compreende as coisas do Espírito de Deus, porque lhe parecem loucura; e não pode entendê-las, porque elas se discernem espiritualmente.” (I Coríntios 2:14)

Então, para que possamos adentrar ao estudo propriamente dito, recomendo que sejam lidos pelo menos dois textos que publiquei anteriormente: “Uma Definição para Apostasia” e “Um Plano Diabólico”. Após conhecer tais fatos, ficará mais fácil abordar:

UMA PERSPECTIVA BÍBLICA E PROFÉTICA SOBRE OS ÚLTIMOS DIAS

Observemos as profecias bíblicas relativas ao final dos tempos. Será que as palavras do próprio Jesus Cristo poderiam dar margem a uma segunda interpretação?

“Porque haverá então grande aflição, como nunca houve desde o princípio do mundo até agora, nem tampouco há de haver. E, se aqueles dias não fossem abreviados, nenhuma carne se salvaria; mas por causa dos escolhidos serão abreviados aqueles dias. Então, se alguém de vós disser: Eis que o Cristo está aqui, ou ali, não lhe deis crédito; porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos.” (Mateus 24:21-24)

Recomendo a leitura atenta do vigésimo quarto capítulo do livro de Mateus, que é confirmado através de Marcos 13 e Lucas 21, onde qualquer um pode ver que a situação do mundo definitivamente não vai melhorar. Pelo contrário: haverá uma degradação tão intensa que alguns até desmaiarão de terror (Lucas 21:26a).

As palavras ditas por Jesus Cristo já seriam suficientes, porém o apóstolo Paulo vem ratificar a condição deprimente do mundo em I Tessalonicenses 5:1-11, contando mais alguns detalhes sobre o anticristo e a apostasia em II Tessalonicenses 2:1-12 e I Timóteo 4:1-3. Já a condição humana é citada em II Timóteo 3:1-7 e também encontrada de forma dolorosamente realista e atual no texto abaixo:

“Porque virá o tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (II Timóteo 4:3-4)

Este texto me impressiona por sua veracidade pungente, pois narra exatamente os fatos contemporâneos: alguns líderes são incapazes de lidar eles mesmos com o cumprimento das profecias bíblicas! Esqueceram-se completamente de Romanos 8:35-39 e criaram o “evangelho do papai Noel”, onde, além de evocar promessas que não existem, inventaram até mesmo subterfúgios para enganar milhões de pessoas, fazendo com que clamem e esperem por um suposto “paraíso na terra”.

Ora, é necessário esclarecer que a seita que divulga e crê em um paraíso ainda nesta terra chama-se “Testemunhas de Jeová”. Eles também divulgam outros profundos enganos, mas este não é o tema da presente análise.

Um cristão verdadeiro não deveria estar esperando pelo “milênio”, citado em Apocalipse 20… os salvos e remidos pelo sangue do verdadeiro é único Cordeiro de Deus estão ansiosos é pelos novos céus e pela nova terra mencionados em Apocalipse 21: estes sim serão definitivos!

Então, para não dizer que não há nenhuma “boa notícia” para os dias que precedem tais eventos, não posso me esquecer do texto de Joel 2:28-32, que é confirmado e repetido pelo apóstolo Pedro em Atos 2:16-21… mas isto significa uma ação no mundo espiritual! Nada tem a ver com política, economia, cultura ou nem mesmo atinge àqueles que não buscarem o Senhor! Logo, é algo restrito à Igreja (que vai subir) e à nação de Israel (que vai se reunir novamente, prosperar… e acreditar no anticristo num primeiro momento!).

De um jeito ou de outro, não há um lugar sequer na Bíblia onde se fale que o Senhor prometeu qualquer tipo de restauração material a este mundo, além daquela que foi profetizada com exclusividade para Israel. Muito pelo contrário… as profecias sobre a vinda do Senhor podem ser chamadas até mesmo de assustadoras para aqueles que amam este mundo:

“Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão.” (I Tessalonicenses 5:2-3)

“E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. Mas os homens maus e enganadores irão de mal a pior, enganando e sendo enganados.” (II Timóteo 3:12-13)

“Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão (…) Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça.” (II Pedro 3:10 e 13)

Então, observando tais profecias registradas indelevelmente na Palavra de Deus. o que um cristão gentio, salvo através do sangue de Jesus Cristo, pode esperar que ocorra a nível mundial daqui para frente? A resposta é muito simples: o cumprimento das profecias!

Desculpem-me os novos convertidos, mas eu não posso enganá-los prometendo “bônus” por aceitar a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador. O verdadeiro evangelho é um só e creio que devo complementar minha afirmação citando mais algumas passagens bíblicas:

Jesus falando a seus discípulos, ou seja, aqueles que em breve se tornariam apóstolos: “Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo” (João 16:33).

Recomendo ainda Lucas 21:12-13; II Coríntios 4: 8-12; II Coríntios 6:4-10; porém há um texto em especial… que considero o mais belo de todos pela promessa verdadeira nele contida:

“Quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação, ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; Somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” (Romanos 8:35-39)

Você está pronto para verdadeiramente seguir a Jesus Cristo depois de ler isto? Ou quer seguir a um “outro evangelho”, cheio de “bônus” e “brindes”? Saiba que a oferta desta “porta larga” também já estava prevista na Bíblia… e Paulo nos alertou sobre como devemos considerar tais propostas em Gálatas 1:6-9. O destino desses já foi predito por Jesus em Mateus 7:13-14; 21-23… é isso que você está buscando?

SINGULARIDADES DE ISRAEL, A “MENINA DOS OLHOS” DE DEUS

Uma forma fácil de “enganar biblicamente” àqueles que estão menos atentos é buscar uma profecia feita exclusivamente à nação de Israel e seu povo e “torcê-la” para que caiba a qualquer nação do mundo… mas as coisas não funcionam assim!

A idéia de que somos “a nação de Deus” (nos sentidos: geográfico, político, social, cultural…) não encontra respaldo nas Escrituras. A única nação que Deus adotou como “Sua” se chama Israel e o único povo que Deus chama de “Seu” são os descendentes de Abraão. Para estes há profecias nacionais e coletivas, para estes há uma constituição criada no único regime teocrático que já houve no mundo… veja:

“Ah! Sião! Escapa, tu, que habitas com a filha de Babilônia. Porque assim diz o Senhor dos Exércitos: depois da glória ele me enviou às nações que vos despojaram; porque aquele que tocar em vós toca na menina do seu olho.” (Zacarias 2:7-8)

Será que o leitor percebeu o alvo do texto bíblico acima? Vamos a um outro texto, referente à Israel e ao final dos tempos:

“Ah! Porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante; e é tempo de angústia para Jacó; ele, porém, será salvo dela. Porque será naquele dia, diz o Senhor dos Exércitos, que eu quebrarei o seu jugo de sobre o teu pescoço, e quebrarei os teus grilhões; e nunca mais se servirão dele os estrangeiros. Mas servirão ao Senhor, seu Deus, como também a Davi, seu rei, que lhes levantarei. Não temas, pois tu, ó meu servo Jacó, diz o Senhor, nem te espantes, ó Israel; porque eis que te livrarei de terras de longe, e à tua descendência da terra do seu cativeiro; e Jacó voltará, e descansará, e ficará em sossego, e não haverá quem o atemorize. Porque eu sou contigo, diz o Senhor, para te salvar; porquanto darei fim a todas as nações entre as quais te espalhei; a ti, porém, não darei fim, mas castigar-te-ei com medida, e de todo não te terei por inocente.” (Jeremias 30:7-11)

Mas… e nós, os cristãos? Creio que a transcrição de um pequeno trecho do livro “Como a Democracia Elegerá o Anticristo”, de Arno Froese, se encaixaria como uma luva para responder esta questão:

Quem são os cristãos, então? I Pedro 2:9 responde: “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz”. Nós, a Igreja de Jesus Cristo, também somos um povo eleito. Somos uma geração escolhida. Somos uma nação santa. Mas essa nação santa não deve ser considerada por qualquer identidade política tal como os Estados Unidos, o Canadá, a França, a Inglaterra, a China ou qualquer outro local geográfico do mundo. Esta nação santa reside dentro das nações do mundo, e cada membro dessa nação santa é, individualmente, conhecido pelo próprio Senhor.

Temos todos os motivos para crer que essa nação santa está prestes a se completar, e quando isso acontecer, quando o último dos gentios for agregado, seremos arrebatados pelo nosso Senhor, para estarmos em Sua presença por toda a eternidade! [A]

Houve um pastor que pretendeu escarnecer de mim após o estudo anterior, mandando que eu jogasse o Antigo Testamento fora e mantivesse apenas o Novo… a esse eu nem respondi, principalmente porque há promessas importantíssimas para qualquer um que sirva a Deus por toda a Bíblia. Tomemos por exemplo o Salmo 91: “Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo…”.

Vejam! Estas promessas se encaixam a todo e qualquer ser humano que busque ao Senhor! Da mesma forma temos o Salmo 23 e muitos outros.

Porém há outros textos que são restritos à Israel e seus filhos como, por exemplo, o Salmo 46; Isaías 48; Malaquias 3… e, em breve, vamos analisar com especial atenção II Crônicas 6 e 7, onde encontraremos o relato de uma oração feita por Salomão e a posterior resposta dada por Deus a ele. Muitos textos encontrados no Antigo Testamento servem especificamente para que conheçamos o amor de Deus por Israel, as promessas e profecias feitas… o fato de estarem lá não significa que nós, gentios, devamos tomá-las para nós.

O importante até agora é que todo leitor que não seja um israelita legítimo se conscientize de que não faz parte de nenhuma seita judaica e muito menos se tornou judeu quando aceitou Jesus Cristo! Todos: brasileiros, argentinos, americanos… são gentios convertidos através de Jesus Cristo! E agora uma informação incômoda: saibam que fomos vistos nas visões de Pedro (Atos 10), como animais imundos!

A partir daí citarei apenas alguns textos bíblicos que comprovam a ligação estreita entre Deus e Israel… verdadeiros laços familiares:

“Em Cristo digo a verdade, não minto (dando-me testemunho a minha consciência no Espírito Santo): que tenho grande tristeza e contínua dor no meu coração. Porque eu mesmo poderia desejar ser anátema de Cristo, por amor de meus irmãos, que são meus parentes segundo a carne; Que são israelitas, dos quais é a adoção de filhos, e a glória, e as alianças, e a lei, e o culto, e as promessas; Dos quais são os pais, e dos quais é Cristo segundo a carne, o qual é sobre todos, Deus bendito eternamente. Amém.” (Romanos 9:1-5)

“Porque és povo santo ao Senhor teu Deus; e o Senhor te escolheu, de todos os povos que há sobre a face da terra, para lhe seres o seu próprio povo.” (Deuteronômio 14:2)

Não façamos como fez Pedro inicialmente: não tomemos por imundo o que o próprio Deus purificou!

“Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o qual nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais em Cristo; Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor; e nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade.” (Efésios 1:3-5)

“Porque todos sois filhos de Deus pela fé em cristo Jesus. Porque todos quantos fostes batizados em Cristo já vos revestistes de Cristo. Nisto não há judeu nem grego; não há servo nem livre; não há macho nem fêmea; porque todos vós sois um em Cristo Jesus. E, se sois de Cristo, então sois descendência de Abraão, e herdeiros conforme a promessa.” (Gálatas 3:26-29)

E, já que falamos na promessa, não vejo porque não relembrá-la:

“Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.” (Gênesis 12:1-3)

Há uma confirmação desta promessa no momento em que Deus altera o nome de Abrão para Abraão e isso pode ser verificado em Gênesis 17:1-6. A partir do verso 7 o alvo se resume aos descendentes de Abraão… ou melhor, aos descendentes de Abraão e Sara apenas. Estão descartados dessa promessa os descendentes do filho de Agar, dos filhos de Quetura e quaisquer outros filhos que venha a ter concebido das demais concubinas, assim como os sobrinhos de Abraão (descendentes de Ló). Olhando dessa forma podemos ver o quanto somos privilegiados! E, mesmo que o próprio Bono Vox venha da Irlanda para falar o contrário, saiba que essa é a verdade!

Porém, para nós, há algumas regras diferentes das aplicáveis aos israelitas. Uma dessas é que não sofremos mais “julgamento coletivo”, como ocorreu diversas vezes com o povo de Israel por causa de sua desobediência. Isso está claramente confirmado, veja:

“De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Romanos 14:12)

Isto posto, sabemos muito bem que ninguém pode carregar a culpa pelos pecados alheios. Por mais bem intencionado que isso possa parecer… é totalmente antibíblico!

Creio que com estas explicações, estamos prontos para analisar as cenas extraídas do DVD “Nos Braços do Pai”, do Ministério “Diante do Trono”.

CADA VEZ MAIS FUNDO…

LINKS PARA DOWNLOAD DOS VÍDEOS: SOMENTE NO SITE

O objeto da presente análise se inicia 38 minutos após o término do trecho analisado no capítulo anterior. Depois de assistir tais cenas, uma questão passou a habitar minha mente: ninguém mais estuda a Bíblia?! Somente se essa resposta for afirmativa é que algumas das frases proferidas durante aquele show poderiam ser aceitas!

Vamos começar pela aplicação de II Crônicas 7:14 ao Brasil e aos brasileiros…

Temos neste texto um belo exemplo do que já citei acima: um texto 100% direcionado para Israel. Vejamos:

“E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face e se converter de seus maus caminhos, então eu ouvirei dos céus, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra.”

Por favor, observem que este trecho é parte da resposta de Deus à oração feita por Salomão em II Crônicas 6:12-42. Uma oração feita principalmente pela nação de Israel, onde os estrangeiros têm o seu lugar de destaque:

“Assim também ao estrangeiro, que não for do teu povo Israel, quando vier de terras remotas por amor do teu grande nome, e da tua poderosa mão, e do teu braço estendido, vindo eles e orando nesta casa; então, ouve tu desde os céus, do assento da tua habitação, e faze conforme a tudo o que o estrangeiro te suplicar; a fim de que todos os povos da terra conheçam o teu nome, e te temam, como o teu povo Israel; e a fim de saberem que pelo teu nome é chamada esta casa que edifiquei.” (II Crônicas 6:32-33)

Desculpem… não deveria, mas isso ainda me surpreende! A promessa de “sarar a terra” não se aplica a mais nenhum outro lugar ou povo senão Israel!

Ora, mas essa promessa não pode ser desprezada! Nós, gentios de todo o mundo, podemos ver o comportamento recomendado a toda nação de Israel e agirmos de forma semelhante… porém individual. A “terra” a ser sarada é nossa própria vida! Mas, porque então, ao invés de citar essa passagem do Antigo Testamento, não citamos a sua mensagem aperfeiçoada e que podemos encontrar no Novo Testamento? Veja:

“Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor.” (Atos 3:19)

“A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.” (Romanos 10:9-10)

“Se confessarmos os nossos pecados ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça.” (I João 1:9)

O grande problema é que esse tipo de mensagem não juntaria uma multidão de pessoas bem intencionadas da forma como ocorreu: cada um ali acreditava que estava fazendo a sua parte para “sarar” o Brasil! Me perdoem, mas aqui se encaixa mais um excelente texto de Paulo:

“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço.” (Romanos 7:19)

Se aquelas pessoas buscassem sanidade bíblica veriam que muito de tudo o que foi dito naquele evento só serviu para, além de ir contra a Bíblia, colocar Deus como um grande mentiroso! E isso é, sem a menor sombra de dúvida, um grande mal!

Vejamos algumas das expressões divulgadas durante a apresentação, entre elas a música “Brasil” inteira:

Nos quatro cantos desta terra pode-se ouvir alguém chorar

São lágrimas de esperança por um futuro que ainda vai chegar.

Promessas de um avivamento que o mundo inteiro vai tocar

Tomamos posse da herança: o que Deus falou se cumprirá.

Brasil, em teu solo existe um povo.

Brasil, uma gente que te ama.

Que clama a Deus e acredita nas promessas: Ele virá restaurando a nossa terra

Se o meu povo que se chama pelo meu nome

se humilhar E orar Se a minha face buscar

Se o meu povo que se chama pelo meu nome

Dos seus caminhos maus se desviar

Eu ouvirei, perdoarei… sua terra sararei.

Bem… se você prestou atenção no estudo até agora poderá ver muito bem e por si mesmo que há dois enganos sutis, porém graves nessa letra: Ele não virá restaurando terra nenhuma… e o refrão não se aplica nem ao Brasil e nem a nenhum outro país que não seja Israel!

Não posso criticar a referência ao avivamento, pois ela é real, mas ao misturá-la com uma promessa não feita… estamos entrando no perigoso terreno das mentiras e dos enganos, cujo pai é ninguém menos que Satanás.

INTRODUÇÃO

O vídeo começa aqui, quando a cantora está aproveitando o estado alterado de consciência das pessoas (desde a análise anterior) para falar bonito e convencer aquela multidão de que há uma promessa de restauração para o Brasil… é claro, sem deixar de lado o fortíssimo apelo emocional. Ela quer tanto que sejamos Israel que narra o exemplo dos espias que adentraram a Terra Prometida… e, volto a repetir, além de não sermos semitas, Deus não repetiu a promessa de uma “terra que emana leite e mel” para mais ninguém em lugar nenhum da Bíblia!

A cantora evoca II Crônicas 7:14 tantas e tantas vezes que perderia o sentido ficar refutando repetidamente o mesmo engano. Vejamos algumas frases que são vinculadas a esta passagem pela cantora:

NOTA A.1

“… Não são quinhentas mil, mas um milhão e duzentas mil pessoas… se prostram neste solo nesta noite, derramam suas lágrimas nessa noite, derramam seus corações nessa noite… E que você faça isso com toda a sua intensidade pedindo: “Deus, sara nossa terra, Deus! O Senhor trouxe cada um desta multidão, ó Deus!“. Que cada um desça agora… os degraus… e com um só coração vamos orar… e com um só coração vamos também nos alegrar… quando nós virmos a promessa cumprida.”

Que triste… esse “um só coração”, se fosse de um cristão genuíno, iria preferir deixar de ser arrebatado para ver Israel reconstituída? Essa “alegria” eu estou dispensando…

Depois disso, a cantora começa uma oração onde a profetisa “Eu sou o Senhor” do vídeo anterior e mais uma outra vêm por trás e impõem as mãos sobre ela… e essa oração era para ser uma oração de intercessão pelo Brasil. Qual o significado daquelas duas mulheres ali? Estariam elas “energizando” a cantora? Eu não encontrei nada na Bíblia que me explicasse essa atitude ou esse simbolismo…

Durante esta oração são proferidas mais algumas sentenças que prefiro transcrever antes de comentar:

NOTA A.2

“Senhor, somos aqui mais de um milhão de pessoas… que se chamam pelo Teu nome! Representantes Senhor, de norte a sul… de leste a oeste do Brasil. E nos unimos aqui num só propósito. Estamos aqui Senhor, para derramar nossas lágrimas… e nossos corações sobre este solo, Senhor. O chão Senhor, da Esplanada dos Ministérios… a capital do nosso Brasil, Senhor! Pai, porque nós cremos. Nós cremos na Tua promessa para nossa nação!”

Pausa! Se eles estivessem reunidos apenas para derramar as lágrimas e os corações na capital do Brasil… tudo bem. Mas crer numa promessa que não foi feita para nossa nação… aí as coisas ficam bastante complicadas…

NOTA A.3

“Não somos um povo incrédulo Pai… porque o Teu espírito nos tem despertado para crer. Não falamos de ilusões, não falamos de utopias… idéias criadas pela mente humana… mas da realidade da Tua Palavra que diz…”

E então ela cita, mais uma vez II Crônicas 7:14… Ora bolas! Ela acabou de mentir! Refutando o que ela diz: interpretar um texto da Palavra de Deus de forma errônea, apenas no intuito de criar uma promessa que agrade às pessoas é sim gerar ilusões, é sim crer numa utopia… é um ótimo exemplo das fábulas às quais II Timóteo 4:3-4 faz referência. Poucas frases depois ela cria mais uma:

NOTA A.4

“Nós queremos nesta hora Senhor… nos identificar, ó Pai, com os pecados do nosso povo… e pedir perdão ao Senhor por cada um deles.”

O que ela disse?!? Ela está querendo que um cristão genuinamente salvo pelo Senhor Jesus Cristo volte a se identificar com os pecados? Não me interessa se são “os pecados do nosso povo” ou os pecados do povo da Cochinchina! Vejamos o que a Bíblia diz sobre isso:

“Não reine, portanto, o pecado em vosso corpo mortal, para lhe obedecerdes em suas concupiscências; nem tampouco apresenteis os vossos membros ao pecado por instrumentos de iniqüidade; mas apresentai-vos a Deus, como vivos dentre mortos, e os vossos membros a Deus, como instrumentos de justiça.” (Romanos 6:12-13)

“Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. Qualquer que comete, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado. Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu.” (I João 3:2-6)

“A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Visto que com o coração se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação.” (Romanos 10:9-10)

“De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Romanos 14:12)

Vejam: ao querer criar uma “identificação” com os pecados de todo um povo ela está justamente querendo apresentar membros do corpo de Cristo ao pecado (contrariando Romanos 6:12-13, citado acima) e, através desse ato tão “bem intencionado” (pedir perdão pelos pecados alheios), estaríamos criando uma espécie de “co-redenção”… pessoas capazes de expirar pecados alheios sem que os pecadores não precisem se arrepender individualmente e nem mesmo tomar conhecimento disso! Tal intenção só serve como tentativa de tornar o sacrifício de Cristo insuficiente: é inútil e pode ser qualquer coisa, menos evangelho!

Da mesma forma é errado querer pedir perdão por quaisquer pecados além dos nossos próprios, sejam os pecadores quem quer que sejam: o país, o governo, a igreja… aquele que pecar (se não se arrepender), esse morrerá!

NOTA A.5

“Perdoa, Pai, a nossa negligência como Igreja! A não vivermos, Senhor, o modo digno do Evangelho, Pai! E por isso o nome do Senhor, ó Deus… quantas vezes é envergonhado na nossa nação! Perdoa-nos, Senhor… pelo mal testemunho, Pai, que temos dado como Teus filhos!”

“Perdoa-nos, Pai! Por nos contentarmos, senhor, com cultos, Senhor… onde a Tua presença não está! Por nos contentarmos, Senhor, em fazer as coisas para nós mesmos! Em cantarmos para nós mesmos!”

“Perdoa-nos Pai… por nos confundirmos, Pai, com o mundo!”

Impressionante! Essa seqüência é um bom exemplo do paradoxo que não pára de ocorrer neste evento: eles pedem perdão pelo que estão justamente fazendo no momento, mas não param de fazer! Daqui a pouco veremos mais algumas afirmações que nunca tiveram o respaldo de Deus, através da Bíblia, para serem feitas, porém são reivindicadas como promessa e verdade. Será que Deus, ao não cumprir o que não prometeu, pode ser culpado por isso? É claro que não!

Porém a imagem passada aos não crentes (e até mesmo àqueles que se julgam cristãos, porém não estudam a Palavra de Deus…) é a de um Deus inerte e impotente, que não “faz acontecer” nada daquilo que foi pedido naquele “momento tão lindo e emotivo”… com tanta “fé”… veremos isso daqui a pouco, porém sem dúvida tais atitudes só servem para envergonhar o nome do Senhor. Vejamos mais algumas recomendações de Paulo:

“Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade. E a palavra deles roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns.” (II Timóteo 2:14-18)

Se eu parasse a análise aqui, já teria provado que grande parte de tudo que foi dito durante os trechos analisados é de completa inutilidade e vai até mesmo contra a verdade contida na Palavra de Deus… logo, está se desviando da verdade e correndo o risco de perverter a fé de muitos. Porém o “falatório profano” ainda continua… com muito emocionalismo e, se analisarmos bem, contrariando até mesmo as recomendações de Jesus Cristo, que disse:

“E, quando orares, não sejas como os hipócritas, pois se comprazem em orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão. Mas tu, quando orares, entra no teu aposento e, fechando a tua porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará publicamente.” (Mateus 6:5-6)

Sobre esse assunto, recomendo que leiam o estudo chamado “Subir ao Monte”. Continuemos com a transcrição de trechos da legenda:

NOTA A.6

“Perdoa-nos pelas divisões… pelo interesse, Pai! Ó Pai, quanta sujeira dentro da Tua casa, Pai!”

Que interessante… eu tenho descoberto que a verdadeira Igreja de Cristo não é restrita dentro de quatro paredes e muito menos por uma denominação em especial. O verdadeiro servo do Senhor é parte integrante do Corpo de Cristo aqui nesta terra e, por isso, busca seu direcionamento apenas através das palavras que vêm da Cabeça, que é Jesus cristo… e essa verdadeira Constituição se chama Bíblia!

Essa Igreja Verdadeira, por incrível que pareça, não têm divisões… porque ela é invisível, não sendo limitada por nenhum templo ou sinagoga. Nesse meu ministério tenho encontrado irmãos da Assembléia de Deus, Batistas, Presbiterianos, Pentecostais, Tradicionais… Fundamentalistas! Eu descobri que quando passamos a buscar um parâmetro bíblico para nossas vidas, começam a surgir algumas decepções com as instituições estabelecidas pelos homens: as chamadas “igrejas” passam a perseguir a Igreja… talvez por aquelas serem lideradas por homens gananciosos e cheios de si, capazes de se buscar seu próprio lucro antes de buscar a verdade que vem através da Palavra de Deus… para estes eu apenas posso recomendar a leitura de Isaías 56:8-12 e Ezequiel 34:1-10.

Não pensem que com isso quero incitar nenhuma ovelha a deixar o seu aprisco, mas minha intenção é exatamente a contrária: que as ovelhas permaneçam em seu aprisco, mas que nunca abandonem a verdade! Não deixem de exortar àqueles que já estão cegos e esquecidos do que é realmente a Verdade! É claro que o joio está no meio do trigo, mas a Igreja que será arrebatada é composta apenas pelo trigo! Independente de títulos ou de bandeiras ou de denominações ou de prédios luxuosos ou de pequenos casebres ou da multidão reunida… quem estiver fora da santificação vai ficar aqui! Sobre isto já falei no texto “Um Plano Diabólico”.

NOTA A.7

“Mas nesta hora Pai, perdoa-nos como nação brasileira! Pela idolatria! Perdoa-nos Pai! Porque antes mesmo, senhor dos portugueses chegarem aqui… outros deuses eram cultuados!”

Aí ela volta a querer ser co-redentora não apenas da nação, mas quer pedir perdão até pelos índios da época de antes do descobrimento! O que ela pretende? Fazer uma regressão nacional?

E o que vai adiantar aquele grupo de pessoas se arrependerem por algo que continuará sendo praticado por outras, que desconhecem completamente que houve esta intercessão?

NOTA A.8

“Perdoa a cegueira, Senhor… e a prostituição espiritual da nossa nação! Por entronizarmos, Senhor, principados e potestades… que são falsos, que são maus, enganadores, mentirosos! Que só sabem sugar o nosso povo!”

Esse pedido é bastante legal… é válido para um cristão ter em si algum dos atributos de principados e potestades? Pois é… eu também acho que não… mas agora começa a primeira parte utópica:

NOTA A.9

“Que nas ruas, Senhor, possamos celebrar o Deus vivo e verdadeiro! Que os feriados sejam mudados, Senhor! Ó Pai, muda a nossa história! Pai, nós temos sido conhecidos como uma nação sensual. Quanto turismo, Senhor, pornográfico acontece no Brasil! Pai, a imagem que sai, o cartão postal que sai daqui é o carnaval! Meu Deus, tem misericórdia, Pai!”

“Pai… que o Senhor esteja nessa noite mudando a nossa história! E destronando, Senhor, todos estes principados… que até aqui, Senhor, por nossa negligência… dominavam nossa nação! Pai, nós nos levantamos, Senhor, na Tua autoridade… e confiados nesta promessa para nos humilhar… para nos arrepender, e para declarar o fim, Senhor… o fim, o fim, o fim desta prostituição, desta pornografia… deste abuso, Senhor, desta perversão sexual na nossa terra! Mas que o senhor, faça do Brasil uma terra santa! Uma terra de famílias ó Pai, restauradas! Uma terra de famílias curadas! Onde não exista adultério, senhor, onde não exista, Senhor… a prostituição, o abuso, senhor, a perversão!”

“Restaura Senhor, a sexualidade do povo brasileiro… como uma sexualidade santa, Senhor… de homens e mulheres feitos para a Tua glória!”

Não devemos esquecer que esse show ocorreu no dia 13 de julho de 2002. Estou escrevendo este artigo durante março de 2006 e tenho a tristeza de verificar que a declaração dela foi completamente furada! Não estou com isto “torcendo” pelo carnaval nem pelos outros males mencionados por ela, porém isto tudo estava previsto na Bíblia, em II Timóteo 3:1-9. Posso eu, ou pode ela, ou mesmo 1.200.000 pessoas podem querer mudar as profecias do próprio Deus?

O problema é que o não cumprimento dessa declaração, feita através de alguém “santo”, implica necessariamente que algo deu errado: Deus não tem poder? Deus não cumpre suas promessas? Aquelas pessoas ali não tiveram fé suficiente? Ou será que tudo isso foi uma mera encenação repleta de promessas vazias, que servem apenas para encher a cabeça do povo e afastá-los da Verdade de Deus?

NOTA A.10

“Pai, perdoa-nos! A corrupção, meu Pai!”

“Pai, vem fincar aqui na capital nacional… ó Pai, vem fincar aqui, Senhor, o Teu trono, meu Deus! Vem mudar a nossa história política! Pai, não estamos aqui em vão! Estamos em um ano eleitoral meu Deus! Muda os rumos da nossa nação! Estabelece os reis! Estabelece no trono… Senhor, de autoridade de nossa nação… pessoas segundo o Teu coração! E destitui, Senhor… aqueles que servem as trevas! Destitui, Senhor!”

Alguém aqui Já leu Apocalipse 21 e 22? Sugiro que quem não leu o faça, principalmente para que fiquem sabendo onde está o trono de Deus. Sinceramente, nem sei como classificar o pedido para que Deus mude seu trono da nova Jerusalém… para Brasília!?!

Mas o Deus Verdadeiro não muda Sua palavra!… nem seu trono!!!

Realmente eles não estiveram ali em vão: naquele ano Lula veio a se eleger presidente do Brasil e as coisas conseguiram ficar um pouco mais complicadas! Querem melhor exemplo disso que o “mensalão”?

Um outro detalhe bastante importante é sobre os futuros governantes das nações e, entre elas, do Brasil: Daniel 9:26-27 menciona o príncipe que há de vir e “firmar aliança com muitos por uma semana”… esse príncipe é o anticristo e, para o cumprimento das profecias, até mesmo os governantes do Brasil irão firmar aliança com ele… quer digam ser “servos”, quer sejam pecadores…

NOTA A.11

“Pai, nós te oramos, Senhor, e nós clamamos por cada gabinete… por cada escritório, por cada canto dos prédios que nos cercam. Que o anjo do Senhor seja colocado em cada um deles! Que as águas do Teu Espírito invadam estes prédios… invada Senhor, cada monumento, cada lugar, Senhor… que tenha algum significado espiritual nesta cidade! E daqui, Senhor, que o Teu rio vá passando, Senhor… em cada estado, em cada cidade!”

Aqui temos mais alguns pedidos estranhos, pois o “Anjo do Senhor”, segundo definição do site bible.org, é:

“A segunda dificuldade concernente a identidade do “o anjo do Senhor” como usado no Antigo Testamento. Um estudo cuidadoso das muitas passagens que usam este termo, mostra que este não é nenhum anjo comum, mas uma Teofania, ou melhor, uma Cristofania, um aparecimento pré-encarnado de Cristo. O anjo identificado como Deus, fala como Deus, e reivindica a execução das prerrogativas de Deus. Ainda, em algumas passagens Ele se distingue de Yahweh (Gênesis 16:7-14; 21:17-18; 22:11-18; 31:11-13, Êxodo 3:2; Juízes 2:1-4; 5:23; 6:11-22; 13:3-22; 2 Samuel 24:16; Zacarias 1:12; 3:1; 12:8). O Anjo do Senhor é uma Cristofania sugerida por uma clara referência ao fato de que a expressão “Anjo do Senhor” cessa depois da encarnação. Referências a um anjo do Senhor em Lucas 1:11; e 2:8 e Atos 5:19 omitem o artigo grego que sugestionaria um anjo comum.”

Porque ela não disse simplesmente “um anjo do Senhor” ou “os anjos do Senhor”? Ainda assim não nos cabe determinar a disposição de tais anjos: quem decide quantos serão , onde e quando estarão os anjos do Senhor… é apenas o próprio Senhor!

E ainda tem o pedido a respeito das águas do Espírito invadindo prédios e monumentos… será que ela nunca leu o que Cristo disse a este respeito?

“Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.” (João 7:38-39)

Esta passagem é bem esclarecedora em vários aspectos:

  1. Se o Espírito não está nem mesmo naqueles que estão vivos e não crêem em Cristo, certamente nunca será dado a prédios ou monumentos…

  2. Se até aquele momento da Bíblia ninguém havia recebido o Espírito, então temos que tomar muito cuidado com os cerimoniais do Antigo Testamento. Sobre este assunto há referências no texto chamado “Óleo de Unção”.

E, para “coroar” as afirmações, ela quer que o rio do Senhor (imagino que o mesmo referenciado em Apocalipse 22:1), aquele que sai do trono de Deus… vá passando por todo o Brasil. Estariam estes pedidos de acordo com a Bíblia? Seria essa a verdadeira vontade de Deus?

NOTA A.12

“Pai, ensina-nos a orar, até vermos… Senhor, as Tuas promessas se cumprindo na nossa nação. Que este país seja chamado, Senhor… país bendito do Senhor! E que os outros povos possam olhar e ver… que o Senhor está aqui! Que este seja o nosso novo nome! Não mais, nação desamparada, mas uma nação, Senhor… restaurada pelo Teu poder, pela Tua misericórdia, pelo Teu perdão! Pai, eu Te agradeço! Eu te agradeço, Pai! Porque se hoje temos aqui um povo se humilhando na Tua presença… trazidos de todas as partes da nação… é porque o Teu espírito tem gerado isto em nós… e vai continuar nos conduzindo até vermos, Senhor… o nosso Brasil estabelecido como um objeto de louvor na terra. E não descansaremos, não cessaremos de orar… de clamar, Senhor!”

Volto a perguntar: que promessas seriam essas às quais ela tanto se refere? Onde estariam elas registradas na Bíblia? Se não são promessas de Deus… são promessas de quem?

Agora, o que podemos dizer do pedido para que o Brasil seja colocado como “um objeto de louvor na terra”? Alguém ou alguma coisa além de Deus merece louvor?

Ao ver tantos enganos de uma só vez, minha vontade é de falar muito mais do que expresso através das linhas acima… porém estou me “censurando” ao máximo para que os leitores possam fazer seu próprio julgamento.

Porém para evitar que o vídeo se torne muito extenso e dificulte o download, aqui é o ponto onde finalizo a parte “a” do segundo vídeo.

U2 E DIANTE DO TRONO: PRECURSORES DE UM NOVO BRASIL

LINKS PARA DOWNLOAD DOS VÍDEOS: SOMENTE NO SITE

Esse vídeo começa com uma estranha representação onde não consegui definir o estado emocional ou mental da protagonista. Entre um “sorriso chorado” (ou seria um “choro risonho”?) e outro ela vai despejando toneladas de utopia sem amparo bíblico sobre a audiência:

NOTA B.1

“Obrigado, Senhor! Como é bom! Aleluia! Quero que você feche seus olhos e comece a imaginar… ou melhor, comece a ver pela fé um Brasil diferente. Porque os bares se fecharão… não haverá lugar para vício na nossa terra. Porque somos um povo que vai profetizar uma nação livre… das drogas, do alcoolismo! Na entrada das nossas cidades nós não veremos mais motéis… mas igrejas! Casas de retiro! Você pode ver? Um Brasil diferente? Eu posso ver… e tudo começa em mim e em você.”

Depois de expressar tantas negações ao texto da Bíblia na primeira parte, aqui começa a pregação, através da simples “fé na fé” (e não em Deus ou em Sua palavra!) e da visualização, a respeito de um lugar utópico nunca mencionado na Bíblia. Tais afirmações, no meio de tanta alegria, me permitem levantar algumas meras e subjetivas suposições:

  1. Pelo menos aqui no Rio de Janeiro, muitas e muitas padarias acabaram se tornando bares… há pouquíssimas padarias que vendam exclusivamente pão, pois a maioria delas “agregou valor” a seus serviços e “diferenciou” as ofertas, passando a oferecer sempre refrigerantes e, no mínimo, cerveja. Essa “profecia” significa que então passaremos a ter sérios problemas para comprar pão? E as drogas?

  2. Dan Brown, em seu livro “O Código Da Vinci”, faz alusão ao sexo ritual como forma de acesso à divindade. Se olharmos que esse livro também não é nada além de mais uma tentativa de desacreditar o verdadeiro Evangelho de Jesus Cristo, veremos que ele presta então um serviço de “conscientização pró-anticristo”. Sob o prisma do vindouro reinado do anticristo e considerando o sexo ritual como forma de se atingir a divindade… não há nada absurdo na afirmação de que os motéis se tornarão igrejas…

Depois dessas suposições completamente descartáveis, continuemos na transcrição das legendas. A cantora agora fala num crescente emocional:

NOTA B.2

“Nós somos este povo! Diga-lhe: “Nós somos este povo… que se chama pelo nome do Senhor… e Ele sarará a nossa terra!”. Se você crê nisso, diga para ele… se você crê nisso… Dê o maior brado de vitória… que você já deu em toda sua vida! Porque Ele virá! Ele virá! Ele virá restaurando a nossa terra! Ele nos ouvirá! Ele cumprirá a Sua promessa! Ele cumprirá a Sua promessa! Você pode se alegrar! Você pode se regozijar! Você pode se alegrar pela fé! Você pode se alegrar pela fé! Você pode se alegrar! Você pode se alegrar! Concentre-se na promessa… que o nosso Deus é fiel! Aleluia! Aleluia!”

E aí começa uma correria no palco… uma “expressão de alegria” que, como pudemos analisar com base bíblica, não tem fundamento algum. Mas… afinal… sobre quem estará ela falando? Quem é esse que virá restaurando a nossa terra?

Para responder essa questão acabei achando algumas referências bíblicas:

“E depois das sessenta e duas semanas será cortado o Messias, mas não para si mesmo; e o povo do príncipe, que há de vir, destruirá a cidade e o santuário, e o seu fim será com uma inundação; e até o fim haverá guerra; estão determinadas as assolações. E ele firmará aliança com muitos por uma semana; e na metade da semana fará cessar o sacrifício e a oblação; e sobre a asa das abominações virá o assolador, e isso até a consumação; e o que está determinado será derramado sobre o assolador.” (Daniel 9:26-27)

“Ora, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, o qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. (…) E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. Porque já o ministério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira.” (II Tessalonicenses 21-4 e 6-9)

“E a besta que vi era semelhante ao leopardo, e os seus pés como os de urso, e a sua boca como a de leão; e o dragão deu-lhe o seu poder, e o seu trono, e grande poderio. E vi uma das suas cabeças como ferida de morte, e a sua chaga mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou após a besta. E adoraram o dragão que deu à besta o seu poder; e adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem poderá batalhar contra ela?(…) E foi-lhe permitido fazer guerra aos santos, e vencê-los; e deu-se-lhe o poder sobre toda a tribo, e língua, e nação. E adoraram-na todos os que habitam sobre a terra, esses cujos nomes não estão escritos no livro da vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.” (Apocalipse 13:2-4 e 7-8)

Transcreverei outro pequeno trecho do livro “Como a Democracia Elegerá o Anticristo”:

Chega a ser surpreendente perceber quão bem sucedido ele será. Apocalipse 13:3 declara: “… e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta”.

Esta besta será incomparável na história humana e, portanto, o povo perguntará: “… Quem é semelhante à besta?” (Apocalipse 13:4). Não restam dúvidas de que será também um gênio na área militar: “… quem poderá pelejar contra ela?” (v. 4b).

Por fim, o movimento ecumênico, o Conselho Mundial de Igrejas, as Nações Unidas e quem mais estiver envolvido nessa obra rumo à unidade, haverão de se fundir numa poderosa religião. Assim sendo, a Bíblia diz: “E adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra…” (v.8). existe uma exceção, entretanto. O versículo oito continua para afirmar: “… aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo”. Encontramos um grupo de pessoas que não participarão até o fim neste movimento mundial. Estas pessoas são os judeus, o povo escolhido de Deus. Embora saibamos que eles serão enganados pelo anticristo durante a primeira metade da Tribulação, não o seguirão durante a segunda metade [B].

Para quem tiver alguma dúvida, vale lembrar aqui que tanto a Igreja quanto o Espírito Santo já não estarão mais neste mundo ocorrerem os fatos em questão.

Recomendo os artigos “Ensinos Bíblicos sobre o Anticristo” e “Carta Aberta aos Judeus de Toda a Parte”, no site “A Espada do Espírito” no caso de se fazer necessária uma explanação mais detalhada sobre o assunto.

Diante de tais constatações não fica muito difícil lembrar (novamente) do vocalista da banda de rock U2, Bono Vox, e as estranhas frases que disse durante sua passagem pelo carnaval de Salvador:

“I remember carnival in the beautiful city of Salvador.

Beautiful Boys! Beautyful Girls! … I’m trying to change the world!

A new river! A new life! A new Brazil is coming!

We want the future! We want forget the past!

‘Cause what is coming is much better!”

E agora podemos comparar o que ele disse com o que o Ministério Diante do Trono também declarou diante de, segundo eles próprios, 1.200.000 pessoas, sob o título de “Espontâneo 2”:

“Ê-iê!” (17x no decorrer da música).

“Eu creio” (28x no decorrer da música).

“O meu Deus é fiel” (37x no decorrer da música).

O Brasil vai mudar” (12x no decorrer da música).

“Se Ele falou… Ele cumprirá.”

“Ele vai escutar… o nosso clamor.”

“Ele vai restaurar… a nossa terra.”

“Ele vai restaurar… o nosso povo.”

“Ele vai restaurar… a nossa política.”

“Ele vai restaurar… a economia.”

“Ele vai restaurar… a nossa cultura.”

“Ele vai restaurar… o Brasil.”

“Dance! Dance! Dance! Dance! Dance! / Dance! Dance! Dance! Se alegre! / Dance! Dance! Dance! Se alegre na presença de Deus” (2x no decorrer da música).

“Dance! Dance! Dance! Se alegre!” (15x no decorrer da música).

“Ele vai restaurar… a nossa nação.” (4x no decorrer da música).

Não é a mesma mensagem? Não estão esses dois grupos pregando o mesmo futuro? Um é de rock… o outro se diz “gospel”. A que senhor estará servindo quem divulga uma mensagem enganosa como esta? Não deixem de ver a pesquisa sobre o grupo U2, onde há riqueza de fotos e até mesmo um vídeo apresentando os símbolos satânicos utilizados pelo grupo em sua passagem pelo Brasil.

Sobre estas profecias feitas tanto no primeiro quanto no segundo vídeo… bem, o que a Bíblia diz?

"Quando profeta ou sonhador de sonhos se levantar no meio de ti, e te der um sinal ou prodígio, e suceder tal sinal ou prodígio, de que te houver falado, dizendo: Vamos após outros deuses, que não conheceste, e sirvamo-los; não ouvirás as palavras daquele profeta ou sonhador de sonhos; porquanto o Senhor vosso Deus vos prova, para saber se amais o Senhor vosso Deus com todo o vosso coração e com toda a vossa alma (…) E aquele profeta ou sonhador de sonhos morrerá, pois falou rebeldia contra o Senhor vosso Deus." (Deuteronômio 13:1-3, 5a)

"Porém o profeta que tiver a presunção de falar alguma palavra em meu nome, que eu não lhe tenha mandado falar, ou o que falar em nome de outros deuses, esse profeta morrerá. E, se disseres no teu coração: Como conhecerei a palavra que o Senhor não falou? Quando o profeta falar em nome do Senhor, e essa palavra não se cumprir, nem suceder assim; esta é palavra que o Senhor não falou; com soberba a falou aquele profeta; não tenhas temor dele." (Deuteronômio 18:20-22)

Aí está: falou e não aconteceu… não é de Deus! Falou, aconteceu… mas não vem de Deus? É prova de Deus! Se alegre nas profecias do anticristo quem quiser!

Não posso deixar de registrar também a aplicação do “1º movimento” da “meditação dinâmica” durante essa música… pois no análise anterior pudemos registrar apenas movimentos das três últimas fases ocorrendo durante o show.

AFOGADOS NUM POÇO SEM FUNDO

Recebi alguns pedidos para que realizasse uma análise complementar sobre outros eventos promovidos pelo mesmo grupo. Considero o pedido válido, porém eu creio que a série “Afogados…” termina aqui e, caso algum dia venha a executar tal tarefa, outro título será providenciado.

A questão abordada na primeira parte desta análise levantou muitas polêmicas sobre o fato de se repetir ou não alguma coisa… e isso, na verdade, era um questionamento menor dentro do estudo.

Agora, diante de um posicionamento bíblico e profético sobre o final dos tempos, eu volto a questionar… por qual pai estariam estas pessoas chamando verdadeiramente no primeiro vídeo?

Antes que me acusem de estar julgando pessoas… definitivamente não é isso que ocorre aqui. Busco, através desta análise, revelar enganos que estão contaminando o corpo de Cristo, conforme Ele próprio disse:

“Porque surgirão falsos cristos e falsos profetas, e farão tão grandes sinais e prodígios que, se possível fora, enganariam até os escolhidos” (Mateus 24:24).

Não estou condenando ninguém a forca ou ao apedrejamento através deste estudo, principalmente por acreditar que no meio desse evento havia crentes sinceros que foram enganados por vários motivos… até mesmo pelos métodos mundanos de se derrubar as barreiras psicológicas defensivas. A estes sugiro o reconhecimento de seus erros e a revisão dos pontos onde foram enganados… se arrependam e confessem seus erros ao Único que é capaz de perdoar os pecados… espero que ainda saibam que Este é o Deus verdadeiro, criador do universo. Caso o arrependimento não esteja em seus planos, posso apenas citar a própria palavra de Deus:

“Maldito aquele que fizer a obra do Senhor fraudulosamente.” (Jeremias 48:10a)

“Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado.” (Tito 3:10-11)

Aos que não conseguiram compreender o conteúdo do presente texto, sugiro que leiam de novo e o releiam, pois eu não pretendo mais ficar me repetindo em vãs discussões. Peçam entendimento ao Espírito Santo, pois esse é um de Seus atributos. Apenas se tiverem sólida refutação bíblica… aí então considerem o envio de um e-mail com o fraternal e devido respeito. Não posso deixar de acrescentar:

““Mas, se ainda o nosso evangelho está encoberto, para os que se perdem está encoberto. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus.” (II Coríntios 4:3-4)

“A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, e com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação de erro, para que creiam a mentira; para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade.” (II Tessalonicenses 2:9-12)

Quanto aos que se recusam a ler textos de anônimos… então saibam que o autor deste texto poderia assinar “jumenta de Balaão” (por estar cansado de ser “espancado” por enganos e heresias dentro das igrejas) ou agir da mesma forma que o autor do livro de Hebreus… que imagino seja grande conhecido dos senhores (inclusive CPF e RG!), pois em Hebreus há um grande esclarecimento sobre as dispensações (se os senhores não lêem nada de autores anônimos, então ainda correm o risco de se confundir entre a lei e a graça!). Mas a importância deste texto não é seu autor, porém a mensagem que nele está contida: peguem suas Bíblias, comparem com a Verdade e me descartem se em mim houver mentira!

E é justamente crendo nessa Verdade que salva e esperando reconhecimento não aqui neste mundo corrupto, mas sim diante do Senhor, que eu escrevo este texto e assino sem receio por usar um pseudônimo. O que mais importa a mim é o mesmo interesse de João Batista por Jesus documentado em João 3:30: “É necessário que ele cresça e que eu diminua”.

Por isso não sou profeta, não sou apóstolo, não sou pastor, não quero “inventar” uma igreja ou uma denominação, nunca pedi alguma e nem aceito doações de quem não me conhece, não ajuntei milhões de pessoas para pregar mentiras… aliás, não sou conivente com mentiras e nem aceito suborno ou coação, não misturo Palavra com vendas! Sejam 58.000, sejam 1.200.00 pessoas… me importa é que a Palavra da Verdade seja divulgada.

Passados três anos da realização dessa análise, a líder desse grupo, grandiosa ministra da apostasia, já fez coisas tão ou mais absurdas do que estas. Não deixe de ler "Afogados e Afundando" e saiba quão fundo a deturpação da Palavra pode levar!

Em setembro de 2011, o bispo Edir Macedo (deve ter assistido esses vídeos…) vai às rádios dizer que Ana Paula Valadão está possessa por demônios, assim como 99% dos cantores gospel… merecendo uma resposta chinfrim do Silas Malafaia. Saiba mais.

Sendo assim, rogo a Deus, que é Amor sem deixar de ser Justiça, que julgue a todos nós, abençoando os justos, corrigindo os errados e fazendo justiça aos corruptos e enganadores. O Evangelho e o arrependimento são para todos!

Amém.

NOTAS

[A] Arno Froese, "Como a Democracia Elegerá o Anticristo" (1997), Chamada da Meia-Noite; pg. 62.

[B] ibid, pg. 73.

LINK CURTO PARA ESTA POSTAGEM:
http://bit.ly/lagoinha

Teóphilo Noturno