Drop Down Menu

Creative Commons License
Texto sob licença Creative Commons

OS MECANISMOS MALIGNOS

ANALISANDO O HIT "UMBRELLA" DE RIHANNA

INTRODUÇÃO

Esse é um trabalho que divulgo originalmente em meu blog, mas que após muitas considerações decidi divulgar também aqui na seção "diversos" do site principal.

Devo alertar a meus leitores que esse vídeo não é de minha autoria: o autor aparentemente não é cristão, mas ainda assim o conteúdo deste documentário deixa de ter valor.

Publicarei os comentários pertinentes abaixo dos vídeos conforme forem sendo realizados.

COMENTÁRIOS:

Teóphilo,

Creio que há algo estranho com as intenções do autor do vídeo.

Veja essa outra seqüência de cinco vídeos, do mesmo autor: The Creator

Nesse conjunto de mensagens ele diz que não devemos adorar ou orar a nenhuma entidade, incluindo o próprio "Criador", pois entidades "bem intencionadas" não demandam oração ou adoração.

Também coloca jesus (com "j" minúsculo mesmo) no mesmo patamar de outros deuses.

Isso está correto do ponto de vista cristão?

Eu não escolhi ESTE vídeo para legendar à toa: fiz porque ESTE vídeo, dentre todos os outros deste mesmo autor, tem uma mensagem relevante. A Bíblia, sobre a oração, registra:

"O Senhor está longe dos ímpios, mas a oração dos justos escutará." (Provérbios 15:29)

"Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum." (Mateus 17:21)

"Dizendo-lhes: Está escrito: A minha casa é casa de oração; mas vós fizestes dela covil de salteadores." (Lucas 19:46)

Posso não concordar com o autor em tudo, principalmente porque o valor da oração é ressaltado por toda a Bíblia… mas pelo menos nesse vídeo tal questão não é apresentada.

Não sei qual a conotação que ele dá quando menciona "jesus", mas descobri que realmente há um tal "Gezuz", referenciado por muitos "evangélicos" que não passa de um demônio, ou (conforme o autor) um deus: até mesmo quando vou a uma igreja católica e vejo aquele "jesus" preso em uma cruz… não é àquele que eu sirvo! Meu JESUS ressuscitou e está vivo, deixando a cruz vazia… justamente por isso é que o ícone de meus sites e logotipo do site principal foi criado.

Realmente sua observação é válida, mas ressalto que este vídeo é apenas um documentário secular, apresentado originalmente no blog, onde procuro apresentar temas da atualidade que confirmam o cumprimento das profecias, ou validam o conteúdo da Bíblia, ou esclarecem algo importante: ESTE vídeo que estou legendando esclarece algo importante… só isso. Nada além disso.

De qualquer forma, diante da "qualidade" dos pregadores que temos na mídia, é uma mensagem bem mais pertinente que muito "showzinho" que vemos na TV! Acho que isso tem a ver com essa passagem:

"E, respondendo ele, disse-lhes: Digo-vos que, se estes se calarem, as próprias pedras clamarão." (Lucas 19:40)


Graça e Paz irmão Teóphilo,

Compreendo a necessidade e oportunidade deste estudo sobre possessão: a questão "superestrutura" e nossa pseudo-dependência que nos leva a convidar o mal. Devemos observar tudo e reter o que é bom e isso o fiz.

Uma questão que levanto é sobre a malignidade do ser humano, que no vídeo tenta orientar ao inverso que no nosso atual momento: não somos maus mas somos manipulados.

Concordo com a segunda premissa, mas a primeira volta a filosofia do Homem bom que seria corrompido pela sociedade, só que a Bíblia nos revela que somos maus devido a pecado e tendenciosos a ele: apenas pela graça de Deus e o domínio do Espírito Santo em nossas vida, de oração constante e vigília, que nos voltamos a Deus.

Obrigado pelo seu trabalho e fico feliz com sua volta.

Também pensei muito quando ele fala sobre ser bom: a frase específica que usa não é sobre ser mau ou bom, porém esta:

"Seres humanos, em nosso estado mais natural,não têm INTENÇÕES malignas."

Logo, tive que refletir bastante sobre isso, pois as INTENÇÕES verdadeiramente QUASE NUNCA SÃO malignas… até os hereges e apóstatas estão cheios de boas intenções! Mesmo alguém que realiza um despacho acaba fazendo isso na intenção de beneficiar alguém…

Paulo fala sobre isso:

"Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço." (Romanos 7:19)

Então, como ele não fala da bondade do ser humano, mas sim das intenções… validei a afirmação.

Se ele dissesse o contrário eu também não aceitaria esse documentário sem ressalvas, mas até esse ponto exigiu raciocínio.


1- O Mal não é uma manifestação da Humanidade.

Parei de ver o documentário quando o narrador estabeleceu esse pressuposto, que na verdade vai contra as Escrituras, uma vez que está desconsiderando o fato da depravação total do ser humano e conseqüentemente do próprio sacrifício substitutivo de Jesus Cristo, pois se a humanidade não é má conforme pressupõe esse documentário, logo então a obra redentora da Cruz foi um mero teatro, afinal o ser humano não precisava de redenção alguma.

Desculpa Teóphilo, com todo respeito a sua pessoa, mas esse documentário foi uma bola fora. Teorias da conspiração já são péssimas por natureza, e pior ainda quando elas iniciam com pressupostos desse tipo tão contrários as escrituras.

Eu posso até estar enganado, mas eu sou bastante seletivo no que assisto, e se já na primeira parte fala-se bobagem, dificilmente vou perder tempo vendo a segunda, terceira, quarta etc…

Entendi sua linha de raciocínio e noto que, dentro do contexto do vídeo, há uma outra interpretação completamente diferente em relação à mesma frase:

O Mal (satanás) não é uma manifestação da Humanidade… e, nessa linha de compreensão, de fato, o maligno nada tem de humano.

Se estivesse escrito ao contrário, ou seja, "A humanidade não apresenta manifestação do mal", aí eu teria que discordar veementemente do autor… pois nesse caso ele estaria defendendo a pureza da raça humana e negando a Palavra (porque TODOS pecaram!).

Ainda não acho que o documentário seja uma "bola fora" e respeito muito sua opinião, Mariel, mas acho que você se apegou a uma frase solta e não interpretou dentro do contexto do vídeo, onde "MAL" e "MALIGNO" (do inglês "EVIL") são sinônimos para satanás e seus demônios e não para maldade e pecado.

Fico entristecido apenas que tenha classificado este trabalho como "perda de tempo" antes mesmo de ter tido plena compreensão do objetivo, sequer se dando ao trabalho de vir até aqui e ler as outras questões pertinentes (que fiz questão absoluta de expor). Creio que, por exemplo, a questão anterior (que está publicada logo acima desta aqui) poderia ter te esclarecido, pois é quase análoga à sua, baseando-se apenas em outra frase do documentário.

Quanto às teorias da conspiração… eu acho que já deixaram de ser teorias faz muito tempo e ocorrem de forma escancarada até mesmo nas igrejas: quando compreendi o que é possessão emocional através desse documentário pude visualizar que é exatamente isso que muitos cantores "gospel" têm promovido através de seus shows. É triste, mas são fatos.

Um fraternal abraço!


Teóphilo,

Gezuz

Reparei que no 4º vídeo, nos frames de 0:50 a 1:16, aparece a imagem de Jesus Cristo e o narrador alega que "os Deuses" têm controle maligno sobre todas as pessoas.

Essa parte do vídeo claramente sugere que Jesus é uma entidade maligna que manipula e controla as pessoas e isto é a maior HERESIA que já ouvi na minha vida inteira!

Como um cristão pode assistir um vídeo INÚTIL e OFENSIVO como esse e achar interessante?

Esse Lenon Honor é um tarado ! Associar "Umbrella" a "vagina"? Fala sério!

PS: A legenda também não é lá essa beleza, não!

Olhe bem a imagem: preste atenção no coração externo brilhando e em outros detalhes que NUNCA foram BIBLICAMENTE descritos…

Seria esta uma representação de Jesus Cristo, o verdadeiro e único Filho do Deus Vivo e Criador do universo? Ou seria este o Gezuz católico, aquele que vira menino e fica a maior parte do tempo pregado na cruz dentro dos templos?

Quando Constantino oficializou o cristianismo como religião oficial, aproveitou para "cristianizar" as imagens dos deuses romanos, correlacionando com elas personagens bíblicos e, dessa forma, infiltrou e incentivou a idolatria onde ela nunca deveria existir.

Quando veio a reforma, muitos paradigmas foram quebrados, mas alguns conseguiram migrar e contaminaram os protestantes. O maior exemplo é que nós também estamos acostumados a associar a imagem acima a Jesus Cristo mesmo não sendo católicos!

Essa representação em nada difere da Maria / Semiramis / Iemanjá ou ainda Pedro / Apolo… não passam de disfarces demoníacos criados pelo sincretismo e qualquer cristão protestante deveria aprender a nunca prestar qualquer forma de culto ou reverência a elas sob o risco de estar incorrendo na IDOLATRIA!

Acho incrível como as pessoas são capazes de lançar palavras negativas sobre qualquer trabalho que alguém esteja realizando, principalmente aquelas que se dizem cristãs! Este meu trabalho já foi classificado como "bola fora", "inútil", "ofensivo"… mas pelo menos estou realizando algo que, no mínimo, faz as pessoas pensarem. Seria muito mais fácil se eu estivesse com um site para downloads piratas de música gospel ou então incentivando cristãos a ficaram repetindo mantras satânicos dentro dos templos como suposta "adoração" a Deus… mas, infelizmente, não foi para enganar que recebi meu chamado.

Realmente a associação de "Umbrella" com "Vagina" é bastante chocante, mas dentro da análise do vídeo não deixa de ser uma possibilidade real. Se você não tem maturidade para compreender como o diabo joga sujo e com o subliminar, não deveria estar assistindo!

Aliás, desculpe se meu simples trabalho de legenda cria tanto desgosto e mal estar, mas não estou obrigando ninguém a acompanhá-lo… não sou "legendador" profissional e realmente não prometi nada extraordinário além da mera compreensão de um documentário. Tenho certeza que você seria capaz de fazer muito melhor, mas sei também que odiou tanto o vídeo que não se disporia a perder seu tempo com isso… então, por favor, ache algo válido e interessante para fazer: vá estudar a Bíblia! Digo isto porque eu estudo a Palavra E brinco de legendar… e acho que além de analisar e apontar verdadeiras heresias e deturpações mediante o parâmetro bíblico, não saio por aí fazendo críticas destrutivas ou me desfazendo do trabalho e do esforço alheio.

Questionamento respeitoso eu aprecio e respondo… ofensa inútil e invejosa estou dispensando e, conforme prometi, estou me esforçando bastante para não fazer chocarrices.

Seja feliz!

Teóphilo Noturno