Drop Down Menu

Creative Commons License
Texto sob licença Creative Commons

CRONOLOGIA

A HISTÓRIA E AS PROFECIAS

ESTE TEXTO FOI DIVIDIDO EM 4 PARTES:


1ª PARTE

2ª PARTE

3ª PARTE

4ª PARTE

INTRODUÇÃO

Estive refletindo sobre algumas das discussões em que não apenas eu me envolvo, mas que são temas constantes para infindável bate-boca: as questões relacionadas ao tempo ou, mais tecnicamente, a CRONOLOGIA.

Segundo o dicionário Houaiss eletrônico:

CRONOLOGIA (substantivo feminino)

gr. khronología < gr. khrónos,ou 'ciência das medidas de tempo' + rad. gr. -logía 'ciência, arte'; ver crono- e -logia; f.hist. sXV gronologia, 1734 chronologia

1. Estudo do tempo e de suas divisões com o objetivo de distinguir a ordem de ocorrência dos fatos; cronografia

1.1. relação de datas e acontecimentos históricos

Ex.: <a c. do helenismo><c. das grandes navegações>

1.2. Notação exata da série de acontecimentos de cada ano

1.3. Qualquer listagem de situações ou eventos distribuídos no tempo

Ex.: fez a c. de todas as suas conquistas

2. Rubrica: astronomia.

Ciência e técnica do emprego de normas fundadas na astronomia e em convenções estabelecidas para se determinarem as divisões do tempo e suas datas

E, ainda no Houaiss, extraio algumas definições para:

TEMPO (substantivo masculino)

lat. tempus,òris 'tempo, tempo prosódico, quantidade de uma sílaba'; ver temp(or)-; f.hist. sXIII tenpo, sXIV tempo, sXIV tepo

1. Duração relativa das coisas que cria no ser humano a idéia de presente, passado e futuro; período contínuo e indefinido no qual os eventos se sucedem

Ex.: só o t. o fará esquecer o grande amor

2. Determinado período considerado em relação aos acontecimentos nele ocorridos; época Ex.: o t. das grandes descobertas

3. Certo período da vida que se distingue de outros

Ex.: o t. da juventude

4. Período específico, segundo quem fala, de quem se fala ou sobre quem se fala

Ex.: no t. dos nossos avós a educação das crianças era mais severa

5. Época na qual se vive

Ex.: esse é o t. da globalização

6. Oportunidade para a realização de alguma coisa

Ex.: quando tiver t., pretende estudar francês

7. Período indefinido e ger. prolongado no futuro

Ex.: o t. dirá se ele estava certo

8. Conjunto de condições meteorológicas

Ex.: a previsão do t. indica fortes chuvas

9. Época propícia para certos fenômenos ou atividades; estação, sazão, quadra

Ex.: <t. do plantio> <t. de festas>

Com base em tais conhecimentos, podemos começar a analisar a Bíblia e, através disso, descobrir a postura de Deus em relação ao tempo e à cronologia, pois tal conhecimento é fundamental para a compreensão dos fatos bíblicos, assim como facilita o raciocínio lógico no decorrer de um estudo.

Vamos começar esse estudo um pouco depois da formação do mundo, quando o próprio Deus definiu as leis da física para nossa dimensão: massa, velocidade, volume, densidade, aceleração e… tempo! Algumas dessas leis em algum momento puderam ser quebradas e tais exceções são tão raras que foram registradas nas Escrituras. Por exemplo: Jesus caminhando tranqüilamente sobre as águas no meio de um temporal… só Ele mesmo! Bem que Pedro tentou, mas já sabemos do resultado.

Deixemos os fenômenos de lado e vamos nos ater ao tema desse estudo, que é o tempo: esse, coitado, não pode fazer nenhuma gracinha. Tem que seguir sempre em frente, segundo após segundo, sem retornar… inexorável! Ele é uma das coisas às quais O Próprio Senhor Deus impôs restrições a Si mesmo: uma vez passado, nem Ele vai alterar o ocorrido. Não me venham com idéias de Hollywood sobre viagens no tempo e nem com teorias de partículas subatômicas! Seja chronos, seja kairos: ninguém, nessa dimensão, volta no tempo e ponto final!

NOÉ, AS “JANELAS DOS CÉUS” E OS VEGETARIANOS

 

De vez em quando surge uma discussão sobre a veracidade da Arca de Noé, como iria ser a convivência entre os bichos lá dentro… mas isso só acontece porque as pessoas não prestam atenção no que está escrito na Bíblia. Vamos ler lá em Gênesis:

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento. E a todo o animal da terra, e a toda a ave dos céus, e a todo o réptil da terra, em que há alma vivente, toda a erva verde será para mantimento; e assim foi.” (Gênesis 1:29-30)

Diante do texto acima, quer você fosse um leão, um pardal, um elefante, um lagarto, uma iguana, uma perereca… ou até mesmo um ser humano: sua alimentação era SOMENTE VEGETAL e ponto final! Os vegetarianos devem estar saltitando de alegria com essa afirmação, mas vamos em frente… o tema aqui não é salada, mas sim cronologia.

Daí vieram Adão e Eva, Caim matou Abel, Enoque subiu sem morrer (inveja!)… e chegamos até Noé!! No meio da corrupção da humanidade, Noé era realmente um Teóphilo (veja Gênesis 6:13… Deus falava diretamente com ele!). E aí vamos entremear nosso tema nutricional com um leve detalhe arquitetônico — depois que construiu a arca, colocou toda a tripulação, carga e passageiros — vejamos o relato bíblico:

“E aconteceu que passados sete dias, vieram sobre a terra as águas do dilúvio. No ano seiscentos da vida de Noé, no mês segundo, aos dezessete dias do mês, naquele mesmo dia se romperam todas as fontes do grande abismo, e as janelas dos céus se abriram, E houve chuva sobre a terra quarenta dias e quarenta noites. E no mesmo dia entraram na arca Noé, seus filhos Sem, Cão e Jafé, sua mulher e as mulheres de seus filhos. Eles, e todo o animal conforme a sua espécie, e todo o gado conforme a sua espécie, e todo o réptil que se arrasta sobre a terra conforme a sua espécie, e toda a ave conforme a sua espécie, pássaros de toda qualidade. E de toda a carne, em que havia espírito de vida, entraram de dois em dois para junto de Noé na arca. E os que entraram eram macho e fêmea de toda a carne, como Deus lhe tinha ordenado; e o Senhor o fechou dentro.” (Gênesis 7:10-16)

Aqui está relatado o exato momento da primeira abertura das famosas janelas dos céus, tão citadas pelos Malaquianos! E se percebermos que a Bíblia não costuma repetir muito esse termo… podemos ter certeza que a abertura das janelas dos céus nos proporcionam muitas chuvas de água molhada! Não tem muito dessa linguagem “poética” de chuva de bênçãos não!

Lá em Malaquias o termo é aplicado por causa das condições climáticas de Israel: as chuvas eram a garantia de boas colheitas e só isso! Sem chuva, sem colheita… e pronto! Não me venham querer discutir o assunto dos dízimos que já vão fazer mais de dois anos que tenho contribuído de outras formas com a divulgação da Palavra de Deus nesta terra, assim como até me esforço para auxiliar os necessitados, mas colocar dinheiro para encher os bolsos desses que, conforme Isaías 56:11, são cães gulosos… isso eu não faço há quase três anos! O Senhor tem me abençoado como nunca, pois minha fidelidade não é medida através de 10% do que ganho e, para concluir, tanto Brian Anderson quanto Luciana Rodrigues fizeram estudos aos quais dou 100% de credibilidade e recomendo efusivamente a leitura.

Voltando a Noé e todos dentro da Arca, só posso dizer que correu tudo bem — afinal todos e cada um dos seres vivos que ali estiveram comeram apenas vegetais!

Passou-se o dilúvio, morreram aqueles que tinham que morrer, baixaram as águas, foi o corvo, foi a pomba, voltou a pomba, foi a pomba, não voltou a pomba… abriram as portas, fizeram um altar de sacrifícios e:

“E abençoou Deus a Noé e a seus filhos, e disse-lhes: Frutificai e multiplicai-vos e enchei a terra. E o temor de vós e o pavor de vós virão sobre todo o animal da terra, e sobre toda a ave dos céus; tudo o que se move sobre a terra, e todos os peixes do mar, nas vossas mãos são entregues. Tudo quanto se move, que é vivente, será para vosso mantimento; tudo vos tenho dado como a erva verde.” (Gênesis 9:1-3)

Acabou o vegetarianismo como ordem de Deus! Tudo bem que Noé possa ter estranhado um pouco, mas eu não sei viver sem um bom bife! Não há mais nenhuma referência bíblica que incentive especificamente comer só vegetais ou abster-se definitivamente de carne. Logo a CRONOLOGIA bíblica não sustenta a teoria vegetariana como indispensável à salvação, principalmente porque o próprio Senhor Jesus Cristo comeu carne de peixe e de cordeiro… pelo menos!

O vegetarianismo seria, conforme Paulo em Romanos 14:21, algo bom. Mas como em I Coríntios 7:1 ele também diz que seria bom que homem não tocasse em mulher, assumo minha parcela de culpa tanto por ter me casado quanto por não conseguir abandonar meus hábitos carnívoros… e não consigo me arrepender por nenhuma dessas decisões!

O SOL PARADO, A CRIANÇA E O ESPÍRITO SANTO

Aí vou apertar o “fast forward” ou avanço rápido e atingir o Novo Testamento… aliás, o único lugar onde podemos retroceder o tempo é nos filmes: a teclinha mágica que faz as coisas andarem para trás! Mas mesmo enquanto as imagens retrocedem o tempo só anda para frente!

Aliás, uma breve e necessária nota sobre essa questão pode ser acrescentada ao olharmos um fato único:

“Então Josué falou ao Senhor, no dia em que o Senhor deu os amorreus nas mãos dos filhos de Israel, e disse na presença dos israelitas: Sol, detém-te em Gibeom, e tu, lua, no vale de Ajalom. E o sol se deteve, e a lua parou, até que o povo se vingou de seus inimigos. Isto não está escrito no livro de Jasher? O sol, pois, se deteve no meio do céu, e não se apressou a pôr-se, quase um dia inteiro. E não houve dia semelhante a este, nem antes nem depois dele, ouvindo o SENHOR assim a voz de um homem; porque o SENHOR pelejava por Israel.” (Josué 10:12-14)

Notem que mesmo com o sol parado lá no meio do céu, o tempo continuou passando: o escritor fez questão de registrar que essa para durou quase um dia inteiro! E fez ainda mais: garantiu a exclusividade do evento! Por mais que os modernos profetas e apóstolos queiram te vender o contrário, Deus não repete milagres. Nesse caso ficou firmado na Palavra de Deus que nunca houve e nem nunca mais haverá um fenômeno como esse… e uma outra coisa que o Próprio Deus NÃO PODE FAZER é ir contra Sua Própria Palavra! Se estiver escrito, lavrado e sacramentado na Bíblia… podem fazer seminários proféticos, podem fazer shows gospel, podem dançar “profeticamente” até as pernas virarem cotocos, podem juntar milhões de pessoas para pedir o contrário: Deus NUNCA vai mudar Sua Palavra!!

“Seca-se a erva, e cai a flor, porém a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.” (Isaías 40:8)

Graças a Deus por isso!

Avançamos um pouco mais rápido e, um tempão depois, nasce o Senhor Jesus Cristo para cumprir o Plano de Deus e, concomitantemente, as profecias que já estavam registradas desde Isaías 9:6.

Pois serei breve nessa explicação: O Senhor Jesus Cristo nasceu menino, esteve no templo de Jerusalém aos doze anos, iniciou seu ministério aos trinta e aos 33 morreu e ressuscitou. Ponto e pausa para a profecia bíblica:

“Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.” (Mateus 24:30)

“E então verão vir o Filho do homem nas nuvens, com grande poder e glória.” (Marcos 13:26)

“Disse-lhe Jesus: Tu o disseste; digo-vos, porém, que vereis em breve o Filho do homem assentado à direita do Poder, e vindo sobre as nuvens do céu.” (Mateus 26:64)

“E Jesus disse-lhe: Eu o sou, e vereis o Filho do homem assentado à direita do poder de Deus, e vindo sobre as nuvens do céu.” (Marcos 14:62)

Fiz questão de colocar os versos redundantes para que não restem dúvidas sobre o que está dito na Bíblia sobre o retorno de Jesus… aliás, quem diz isso é Ele Próprio! Vejamos o que o apóstolo João diz sobre essa profecia:

“E vi o céu aberto, e eis um cavalo branco; e o que estava assentado sobre ele chama-se Fiel e Verdadeiro; e julga e peleja com justiça. E os seus olhos eram como chama de fogo; e sobre a sua cabeça havia muitos diademas; e tinha um nome escrito, que ninguém sabia senão ele mesmo. E estava vestido de uma veste salpicada de sangue; e o nome pelo qual se chama é a Palavra de Deus. E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos, e vestidos de linho fino, branco e puro. E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; e ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores.” (Apocalipse 19:11-16)

Tudo bem que Jesus se encontrou com o apóstolo Paulo após a chegada do Espírito Santo, mas isso foi algo tão extraordinário que o próprio Paulo fez questão de registrar:

“E por derradeiro de todos me apareceu também a mim, como a um abortivo. Porque eu sou o menor dos apóstolos, que não sou digno de ser chamado apóstolo, pois que persegui a igreja de Deus.” (I Coríntios 15:8-9)

Sabem o que significa DERRADEIRO? ÚLTIMO!

Ora se Paulo, que se qualifica como “abortivo”, disse que essa foi a ÚLTIMA aparição de Jesus Cristo, vejamos o que ele diz sobre Seu retorno:

“Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor.” (I Tessalonicenses 4:16-17)

Ora… Paulo confirma as palavras de Jesus Cristo sobre Sua aparição majestosa e sobrenatural: nas nuvens!

O que podemos aprender com essas passagens?

Primeiro: qualquer um que se diga apóstolo após Paulo não merece credibilidade.

Segundo: qualquer um que tenha visto um tal de “menino Gezuz” (não vou usar o nome de meu Senhor e Salvador para descrever o que vou revelar a seguir!) durante qualquer um dos dias desses dois mil anos… caiu no golpe preferido de satanás: o apelo emotivo! Sim! Afinal, é tão lindo, tão meigo ver o “menino G-zuz” no colo de quem quer que seja! É tanta emoção que não dá nem para lembrar da Bíblia nessa hora:

“E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz.” (II Coríntios 11:14)

“Amados, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo.” (I João 4:1)

Acho que nunca ninguém falou da forma que vou escrever agora, mas se faço isso, registro me colocando à disposição do julgamento direto do PRÓPRIO DEUS, pois é a ELE e SOMENTE A ELE que sirvo:

Quem viu o menino Gezuz, na verdade, foi enganado por um demônio personificado… e pronto!

Digo isso não para enraivecer ninguém, mas diante da Bíblia a única opção que temos é essa, pois não existe a mínima possibilidade de que Jesus necessite se apresentar como menino para mais ninguém, pois, conforme observamos desde o início do estudo: Deus não muda a cronologia de forma alguma!

E incorrer em absurdos cronológicos não é privilégio dos católicos… daqui a pouco vamos entender porque os pentecostais estão caindo exatamente no mesmo tipo de cilada.

E, enquanto falávamos sobre demônios ilusionistas, tivemos que avançar um pouco o assunto. Voltemos à passagem bastante elucidativa em que Jesus menciona o “divisor das águas” entre a Graça e a Lei:

“E no último dia, o grande dia da festa, Jesus pôs-se em pé, e clamou, dizendo: Se alguém tem sede, venha a mim, e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do seu ventre. E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.” (João 7:37-39)

Você leu isso? Prestou atenção no que Jesus Cristo disse?!

Pegue sua Bíblia e abra exatamente nesta passagem: olhe a quantidade de páginas que estão antes… e o pouco que fica depois! Sabe o que isso significa?

Significa que todos aqueles que estão listados na parte grossa da Bíblia, todos os heróis do Antigo Testamento — escolha o que você quiser: Davi, Daniel, Isaías… Sansão? — qualquer um desses NÃO TINHA O ESPÍRITO SANTO habitando dentro de si! Eles tinham que ser ungidos como reis, sacerdotes ou profetas para que o Espírito do Senhor pudesse ter um breve acesso a eles! Isso explica o tanto de óleo que os judeus usavam… e acho que continuam usando até hoje. Imagina aquela população enorme e só um ou outro tinha contato com o Espírito de Deus! E mesmo nessa condição de dificuldade tivemos personagens exemplares e grandes lições a aprender… vejam bem: lições de comportamento, de moral… mas NUNCA de ritual!

Não sei vocês, mas eu sou gentio convertido pelo sangue que Jesus Cristo verteu na Cruz do Calvário… não estou sob a Lei, mas vivo no tempo da Graça! Sou herdeiro da Israel Celestial e nisto está um dos maiores paradoxos da história da humanidade: somos os únicos herdeiros cujo doador NUNCA VAI MORRER, ou seja, nós é que temos de morrer para podermos gozar da herança!

Se lá, na Israel Celestial, voltar a vigorar a Lei… o que eu acho bem pouco provável, aí então eu terei de seguir os preceitos judaicos. Mas por enquanto tolo é aquele que sendo gentio cristão prefere se submeter ao pesado jugo da Lei judaica do que receber o presente dado por Jesus Cristo:

“Jesus dizia, pois, aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos; E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” (João 8:31-32)

É pena que muitos que se chamam cristãos (… ou “evangélicos”) sejam tão preguiçosos que sequer se dão ao trabalho de conhecer a Verdade por si mesmos, preferindo pagar (e, diga-se de passagem, MUITO CARO!) para ouvir mensagens psicológicas, cheias de promessas vazias, que acalentam seus egos e os deixam susceptíveis aos sinais e prodígios que o anticristo em breve fará! Eu já escrevi sobre isso em um dos textos que julgo como um dos mais importantes que o Senhor me permitiu escrever: Uma Definição para Apostasia.

Mas o ser humano é um grande mestre em desperdiçar as melhores oportunidades que lhe são oferecidas! Os judeus não creram em Jesus como o Messias e os gentios cristãos (que teoricamente deveriam crer em Jesus Cristo) querem continuar vivendo e se comportando como judeus: dependendo de um “ungido” para lhes “revelar” coisas que deveria ser de sua pessoal e total responsabilidade saber. Vejam:

“João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono; E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados, E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.” (Apocalipse 1:4-6)

Vamos acabar com a hipocrisia de aplicar erroneamente a passagem sobre “tocar os ungidos do Senhor” quando qualquer um pretende exortar ou até mesmo repreender alguém que se dizendo “cristão” (ou até mesmo “pastor” ou, pior ainda, “apóstolo”!) incorre em graves erros bíblicos e leva muitas pessoas por caminhos de engano. O ungido do Senhor é todo aquele que aceitou a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador pessoal e, através disso, recebeu o Espírito Santo e, conseqüentemente, foi elevado ao mesmo nível de um rei ou sacerdote judeu.

Não importa se esse ungido é pastor ou mera ovelha: ao falar do Corpo de Cristo, que é a Igreja, devemos ter plena consciência que quem manda é a Cabeça! A voz da Cabeça se chama Bíblia e tudo o que for criado por qualquer homem para se desviar do que ali está registrado é anátema: tem que ser exortado, repreendido e, até mesmo (quando não houver arrependimento e conserto), expurgado do convívio da Igreja.

Vejamos o texto de Hebreus 13:7-9:

“Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver. Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente. Não vos deixeis levar em redor por doutrinas várias e estranhas, porque bom é que o coração se fortifique com graça, e não com alimentos que de nada aproveitaram aos que a eles se entregaram.”

Recomendação para LEMBRAR dos pastores sem que deixemos de ATENTAR PARA SUA MANEIRA DE VIVER, ou seja, se percebermos qualquer sinal de desvio da Palavra (Jesus é o mesmo!), NÃO NOS DEIXEMOS LEVAR POR DOUTRINAS VÁRIAS E ESTRANHAS.

Essa passagem vem primeiro que o verso 17 justamente para que seja feita esta “triagem”: se a maneira de viver do suposto pastor não for condizente com o evangelho… você não deve se deixar levar por suas doutrinas várias e estranhas! Portanto: procure outro pastor porque esse está desqualificado!

E como me comportar até me certificar se um pastor está ou não qualificado?

  1. Observe: “Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo.” (I Timóteo 3:2-7)… isso já é um bom começo para desqualificar alguns candidatos.

  2. Baseie-se em Atos 17:10-11 e verifique se TUDO o que ele diz está 100% de acordo com as Escrituras. Lembre-se sempre de nunca julgar segundo as aparências e sim de acordo com a reta justiça. Se estiver, tudo bem: vá para o item 4. Se não estiver:

  3. “Não repreendas asperamente os anciãos, mas admoesta-os como a pais; aos moços como a irmãos (…); Não aceites acusação contra o presbítero, senão com duas ou três testemunhas. Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor.” (I Timóteo 5:1,19-20). Dependendo da reação dele:

    1. “Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado.” (Tito 3:10-11)

    2. “Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais. Porque, que tenho eu em julgar também os que estão de fora? Não julgais vós os que estão dentro? Mas Deus julga os que estão de fora. Tirai, pois, dentre vós a esse iníquo.” (I Coríntios 5:11-13)

  4. Pronto, nesse ponto podemos seguir até Hebreus 13:17 e “Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas; para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.”, mas nunca fique desatento porque “maldito é o homem que confia no homem” e “Aquele, pois, que cuida estar em pé, olhe não caia”! “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar.”: e o inimigo de nossas almas não busca só ovelhinhas — ele adora derrubar também os pastores! E quanto mais “intocável” os membros da igreja o tornam, maior o barulho que se faz na queda!

Eu tinha medo de muitas coisas quando não conhecia a Palavra de Deus, principalmente da chamada “autoridade espiritual”, que objetiva criar uma posição imune e inquestionável ao redor de qualquer um que resolva se chamar “pastor”. Uma das frases preferidas de alguns autores como, por exemplo, Daniel Mastral é: só tem autoridade quem está sob autoridade!

Se usada somente para garantir os rendimentos de algum enganador que fala em nome de um deus que se pareça muito com o Único, aí temos um sério problema: a frase foi deturpada e vinculada à supostas maldições que cairiam sobre qualquer um que questionasse (biblicamente ou não) um pastor como se ele fosse um sacerdote judaico (apenas ele, nesse caso, teria acesso ao Espírito Santo e o resto do mundo não).

Esta recomendação seria perfeita se fossemos judeus e dependêssemos de um ungido para nos revelar a Verdade… mas tendo consciência de que a autoridade a qual me submeto é a de Deus, através de Sua Palavra, posso afirmar sem medo: EU SOU UM UNGIDO (e se você verdadeiramente aceitou a Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador, também é um ungido!), TENHO A VERDADE (a Palavra de Deus!), TENHO A AUTORIDADE (dada a mim através do sacrifício de Jesus Cristo na cruz) e, o que ninguém gosta de ter, A RESPONSABILIDADE de conhecer e saber manusear esta ESPADA CORTANTE que é a Bíblia.

Ressalto bem aqui: DEFENDO O QUESTIONAMENTO COM SÓLIDA BASE BÍBLICA, nunca questionamentos vãos e baseados em aparências ou fofocas ou modismos — não se esqueçam nunca de I Samuel 15:23, onde está muito bem explicado que o pecado da rebelião é exatamente igual ao pecado da feitiçaria e aí… meu amigo, aí você vai estar agindo contra Deus!

Gostaria muito de poder dizer aos preguiçosos que não querem se dar ao trabalho de estudar a Bíblia, que bastaria ir todo o domingo a uma igrejinha e ouvir a mensagenzinha de um pastorzinho para garantir sua salvação… mas isso seria mentira! Se você quer ser parte da Igreja (que é o corpo de Cristo e não tem denominação!) tem que conhecer profundamente tudo o que diz a CABEÇA e buscar viver essa Verdade a cada momento… caso contrário seu lugar no inferno já pode estar reservado!

“Conjuro-te, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” (II Timóteo 4:1-4)

“E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade.” (II Tessalonicenses 2:8-12)

“De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus.” (Romanos 14:12)

Não estou aqui prometendo saúde, nem dinheiro, nem mesmo felicidade NESTA VIDA! Eu sei que isso vai me dar dor de cabeça, mas eu não estou aqui para fazer amigos… meu ministério é divulgar a Palavra de Deus doa a quem doer. Pode ser que você até consiga boas coisas enquanto estiver aqui neste mundo, mas tenho certeza que você ainda vai me agradecer por ter lido isso…

Para concluir este tópico sobre o Espírito Santo e sua relação com o fator tempo, não poderíamos deixar de falar sobre o…

PENTECOSTES

Vamos recorrer, novamente, ao Houaiss e sua etimologia:

Pentecóste,es 'o qüinquagésimo dia depois da Páscoa', do gr. pentékostê (héméra) 'qüinquagésimo (dia) depois da Páscoa'; trata-se de decalque, de scheba 'oth 'festa das semanas', de scheba 'sete' ('sete semanas'); ver pent(a/o)-; f.hist. sXIV pintecostes

Legal… então uma vez por ano (50 dias após a Páscoa) é pentecostes. Mas o que a Palavra de Deus fala sobre isso?

Em primeiro lugar relembro o que já mencionei neste texto, que é:

"E isto disse ele do Espírito que haviam de receber os que nele cressem; porque o Espírito Santo ainda não fora dado, por ainda Jesus não ter sido glorificado.” (João 7:39)

Aqui fala que o Espírito Santo seria DADO, pois quem cresse iria RECEBER. Isso está claro? Continuando na seqüência exata das passagens temos:

“Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada. Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. Tenho-vos dito isto, estando convosco. Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.” (João 14:23-26)

Aqui vemos claramente que Jesus tem o maior cuidado para que guardemos Suas Palavras, ou seja, a Bíblia conforme inspirada por Deus… e o Espírito Santo tem por função RELEMBRAR estas palavras e, conforme já mencionamos nesse estudo, nunca indo contra a Palavra.

Na seqüência de eventos, temos um episódio de elevada importância:

“Ora, Tomé, um dos doze, chamado Dídimo, não estava com eles quando veio Jesus. Disseram-lhe, pois, os outros discípulos: Vimos o Senhor. Mas ele disse-lhes: Se eu não vir o sinal dos cravos em suas mãos, e não puser o dedo no lugar dos cravos, e não puser a minha mão no seu lado, de maneira nenhuma o crerei. E oito dias depois estavam outra vez os seus discípulos dentro, e com eles Tomé. Chegou Jesus, estando as portas fechadas, e apresentou-se no meio, e disse: Paz seja convosco. Depois disse a Tomé: Põe aqui o teu dedo, e vê as minhas mãos; e chega a tua mão, e põe-na no meu lado; e não sejas incrédulo, mas crente. E Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! Disse-lhe Jesus: Porque me viste, Tomé, creste; bem-aventurados os que não viram e creram.” (João 20:24-29)

Tomé, mesmo tendo ouvido o testemunho dos outros (ainda) discípulos, optou por depender da verificação pessoal para poder crer no cumprimento da profecia da ressurreição de Jesus Cristo, que nesta passagem usa o tempo passado (viram e creram). Essa ênfase registrada pode ser tomada como recomendação para aqueles que verdadeiramente querem segui-lo: não fiquem na dependência de verificação das marcas (sinais e milagres) para crer na ressurreição de Cristo (cumprimento das profecias). Nós já temos a profecia verdadeira (a Bíblia) que não vai deixar de se cumprir. Deus não depende de que você creia ou não n’Ele para executar sua obra neste mundo… se você está dependendo de movimentos sobrenaturais para edificar sua fé, saiba que não há recomendação bíblica para isso. Daqui a pouco complemento o raciocínio. Por enquanto, prossigamos para Atos:

“Fiz o primeiro tratado, ó Teófilo, acerca de tudo o que Jesus começou, não só a fazer, mas a ensinar, Até ao dia em que foi recebido em cima, depois de ter dado mandamentos, pelo Espírito Santo, aos apóstolos que escolhera; Aos quais também, depois de ter padecido, se apresentou vivo, com muitas e infalíveis provas, sendo visto por eles por espaço de quarenta dias, e falando das coisas concernentes ao reino de Deus. E, estando com eles, determinou-lhes que não se ausentassem de Jerusalém, mas que esperassem a promessa do Pai, que (disse ele) de mim ouvistes. Porque, na verdade, João batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias. Aqueles, pois, que se haviam reunido perguntaram-lhe, dizendo: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel? E disse-lhes: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder. Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. E, quando dizia isto, vendo-o eles, foi elevado às alturas, e uma nuvem o recebeu, ocultando-o a seus olhos.” (Atos 1:1-9)

Quantas vezes o Senhor Jesus Cristo foi recebido nos céus?

Está certo quem respondeu APENAS UMA! Ora, se a descida do Espírito Santo é fator dependente e está diretamente relacionada a este evento, logo… quantas vezes o Espírito Santo foi enviado? UMA!! Veja:

“E, cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos concordemente no mesmo lugar; e de repente veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados. E foram vistas por eles línguas repartidas, como que de fogo, as quais pousaram sobre cada um deles. E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem. E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu. E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua.” (Atos 2:1-6)

Os sinais acima são descritos claramente como relativos à CHEGADA do Espírito Santo… e isto é confirmado por Pedro no discurso que fez imediatamente após tão extraordinário evento:

“Deus ressuscitou a este Jesus, do que todos nós somos testemunhas. De sorte que, exaltado pela destra de Deus, e tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vós agora vedes e ouvis.” (Atos 2:32-33)

Leram que Jesus Cristo DERRAMOU isto que viam e ouviam? Ele poderia dizer “vai ficar derramando” ou ainda “derramará quando quiserdes”… mas naquele momento Pedro e todos os apóstolos sabiam que o Espírito Santo havia sido derramado (passado) e que aqueles sinais que marcaram sua chegada eram característicos e exclusivos para aquele momento, pois a partir de então o Espírito Santo não mais subiria, porém ficaria aqui e passaria a habitar em todo aquele que cresse.

Em caso de dúvidas sobre onde se encontra o Espírito Santo recomendo a leitura de João 14:17; Romanos 8:9-11; I Coríntios 3:16; I Coríntios 6:19; II Timóteo 1:14 e Tiago 4:5. Nenhum deles se contradiz e não há refutação para isso em nenhuma parte da Bíblia.

Creio não ser necessário discutir mais sobre esse assunto, mas o fato que desejo ressaltar aqui é que o tempo não parou, ou seja, houve um dia seguinte após um fato tão maravilhoso e importante… não ficamos congelados naquele momento! Os (agora sim) apóstolos colocaram mãos à obra:

“E perseveravam na doutrina dos apóstolos, e na comunhão, e no partir do pão, e nas orações. E em toda a alma havia temor, e muitas maravilhas e sinais se faziam pelos apóstolos. E todos os que criam estavam juntos, e tinham tudo em comum. E vendiam suas propriedades e bens, e repartiam com todos, segundo cada um havia de mister. E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar.” (Atos 2:42-47)

Apesar de especiais, os apóstolos não se comportavam como estrelas: tinham TUDO EM COMUM com os que criam, COMIAM JUNTOS e quem acrescentava novos cristãos à igreja era o próprio Deus! Até mesmo os milagres aconteciam de forma espontânea, sem grandes preparações. Recomendo a leitura atenciosa do livro de Atos e que seja notado:

Nenhum apóstolo ante a realização de um milagre ficou se exibindo em longas orações…: eles simplesmente estavam no local, sentiam a direção de Deus, entendiam o objetivo da realização e executavam – sempre com resultados imediatos.

O Espírito Santo capacitou homens incultos a falar como doutores, com lógica, sem absurdos.

Pedro não orou para que sua sombra curasse ninguém: ele simplesmente passava… e Deus fazia os milagres acontecerem! Não era culto nem momento especial: era cotidiano!

Meu objetivo não é ficar retido observando detalhes do livro de Atos, mas analisar a passagem do tempo e a evolução dos fatos. Neste caso notemos que com o passar do tempo o número de milagres foi sendo reduzido… ao ponto em que Paulo, o derradeiro apóstolo, registra duas passagens bastante interessantes:

“E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim. E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte.” (II Coríntios 12:7-10)

Sempre vejo essa passagem com assombro, pois diante dos “apóstolos” atuais, Paulo, que escreveu mais da metade do Novo Testamento, teve que orar TRÊS VEZES para ganhar um NÃO!? Ele devia ser muito fraquinho na fé, pois nos dias de hoje basta ir numa “corrente de poder”, conseguir a “benção dos 318 pastores” ou ir num “culto da vitória” para conseguirmos o que quisermos de Deus… Esse Paulo não tinha fé mesmo, pois depois disso ainda foi capaz de fazer uma recomendação absurda para Timóteo:

“Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades.” (I Timóteo 5:23)

Se eles estavam distantes bastava que Timóteo enviasse uma oferta de fé para que Paulo, de onde estivesse, orasse e o curasse das enfermidades! Hoje em dia pelo menos é assim… basta depositar ou enviar uma “semente de fé”!!!

Cinismo à parte, a Bíblia contém a explicação definitiva:

“O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá; Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos; Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.” (I Coríntios 13:8-10)

Mas… o que é perfeito? Ora, isto já estava escrito desde o Antigo Testamento:

“A lei do Senhor é perfeita, e refrigera a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e dá sabedoria aos símplices.” (Salmos 19:7)

“Toda a Palavra de Deus é pura; escudo é para os que confiam nele. Nada acrescentes às suas palavras, para que não te repreenda e sejas achado mentiroso.” (Provérbios 30:5-6)

Portanto quando a Bíblia, PERFEITA e INSPIRADA por Deus, teve seu texto concluído O QUE ERA EM PARTE foi aniquilado: a profusão de sinais como ocorriam se tornou desnecessária. Talvez eu esteja sendo um pouco mais liberal que alguns fundamentalistas ao dizer que não duvido da ocorrência de milagres, porém dentro das condições bíblicas perfeitas… e talvez por isso nunca tenha visto a verdadeira realização de nenhum.

Deus não precisa provar nada a ninguém e muito menos necessita de “fogos de artifício” para se apresentar e, como vimos, o próprio Jesus Cristo não recomenda que fiquemos buscando sinais: a profecia está registrada na Bíblia e de forma alguma deixará de se cumprir… e é justamente por causa dessa profecia que eu voltei, pois muitos estão sendo enganados e servindo a um falso senhor.

A partir de agora começa a pior parte do estudo, pois é uma das conclusões mais dolorosas que já se apresentaram a mim: assim como eu passei três semanas depressivo quando descobri que dízimos não se aplicam a gentios, a conclusão a seguir me deixou pesaroso… mas, seguindo a cronologia, é tudo que posso concluir.

PENTECOSTAIS, EVANGÉLICOS… E O FUTURO

O que eu vou falar agora é muito importante e não duvido que vá me dar a maior dor de cabeça de toda a minha vida, mas tenho plena certeza de que é a verdade, pois é uma conclusão apoiada na cronologia bíblica e na constatação de eventos atuais. Por favor, somente prossigam a leitura após pedir sabedoria a Deus.

“Porque Cristo enviou-me, não para batizar, mas para evangelizar; não em sabedoria de palavras, para que a cruz de Cristo se não faça vã. Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Porque está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, E aniquilarei a inteligência dos inteligentes. Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus louca a sabedoria deste mundo? Visto como na sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria; Mas nós pregamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos. Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. Porque a loucura de Deus é mais sábia do que os homens; e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor.” (I Coríntios 1:17-31)

Sugiro também a leitura do texto “Pentecostalismo: Análise por um Pentecostal” de autoria de Leonardo G. Silva, autor do blog “Púlpito Cristão”.

Considerando que tais informações já são de conhecimento do leitor, podemos começar a desenvolver o raciocínio e formular questões que devem ser respondidas com base bíblica.

Até aqui falamos de cronologia, ou seja, os fatos em relação aos tempos: aprendemos que o tempo não volta e nem pára. Logo, quando citamos Atos 2, devemos compreender a singularidade daquele momento especialíssimo e, acima disso, ter plena consciência que o universo não parou ali: ouve um dia seguinte e outro após esse… e sabendo que houve um ÚNICO PENTECOSTES, temos que refletir sobre seu significado e sua aplicação.

Como pudemos constatar através de todos os exemplos deste estudo, a grande maioria dos milagres relatados na Bíblia não se repetiu justamente para que os homens nunca pudessem adotar uma “fórmula mágica” para extrair de Deus o que quisessem. Se a cada evento miraculoso relatado fosse criado um grupo de pessoas que o teria por base, quando o mar vermelho se abriu e fechou… teríamos os “marvermelhistas”? Da mesma forma deveríamos ter "siloéistas” (João 9:7), “gadarenistas” (Marcos 5), “genesarenistas” (Marcos 6:53-56)… até mesmo os “abrecadeístas” (Atos 16)!

Mas não é assim que a Palavra de Deus recomenda, pois maior que todos e cada um desses eventos é a ressurreição do Senhor Jesus Cristo, pois de tudo o que houve é o único que permanece!

Aí, alguém que não entendeu vai me dizer que o Espírito Santo também permanece: é claro que permanece, mas não permanece CHEGANDO! Ele ESTÁ!! Ele habita em todo aquele que crê! Até que seja retirado…

Logo, cronologicamente falando, afirmar-se como pentecostal significa que ou você testemunhou o pentecostes e ficou congelado no tempo (no corrente ano de 2009 um pentecostal completaria algo em torno de mil e novecentos anos de idade) ou que o Espírito Santo é um ioiô que fica subindo e descendo o tempo todo… conseqüentemente, se agisse dessa forma, não habitaria naqueles que crêem.

Tenho irmãos muito amados que são pentecostais e espero que compreendam o núcleo da minha questão: ser um CRISTÃO BÍBLICO é muito mais importante do que criar subdivisões e denominações que tendem cada um para satisfazer determinada pequena variação de interpretação ou, pior ainda, entendimento particular de algum homem.

Mas é justamente essa divisão que, desde o império romano, vem permitindo que satanás prepare o terreno seguro para seu breve momento de triunfo: quando o estado se envolveu com a igreja e os cristãos não mais foram perseguidos… ali começou a degradação do genuíno evangelho!

A simplicidade da vida de Jesus Cristo foi deixada de lado para a criação de líderes com grande poder, compatíveis com o perfil das autoridades seculares. Não critico a existência de líderes (Paulo foi incontestavelmente um líder), mas não há amparo bíblico para a ostentação na qual vivem e para a idolatria da qual se tornam objeto: dizer que há algum ser humano inerrante ou inquestionável fora de Jesus Cristo é negar a Palavra de Deus.

Durante uns dezoito séculos a divulgação do evangelho pelo mundo foi relativamente “normal”, pois não há como considerarmos a reforma algo tão radicalmente diferente do sistema romano tradicional: mantiveram-se dormentes algumas das estruturas do catolicismo e isto hoje custa muito caro aos protestantes.

Então, dentro de um padrão de “normalidade” (enganos, perseguição, avivamentos, enganos…) a “rotina” foi alterada radicalmente em 1901 com as experiências esotéricas que caracterizaram justamente o início do movimento pentecostal, ou seja, bem pouco tempo.

Aliás, eu sei que “evangelho” significa “boas novas”, mas não compreendo porque os cristãos protestantes quiseram virar evangélicos em algum ponto da história recente… acho que no intuito de “melhorar a imagem” tirando essa partícula de rebeldia (afinal, quem protesta não deve ser alguém “legal”, não é mesmo?).

E aí as boas novas já não eram tão boas para atrair àqueles que nunca topariam se alguém dissesse que neste mundo teriam aflições, ou que os mandasse sofrer as aflições e fazer a obra de um evangelista, ou, pior ainda, se dissesse: vai, vende tudo que tem e dá aos pobres… aí resolveram jogar algumas passagens bíblicas como essas “para baixo do tapete”!

É incrível que quando falo sobre milagres e sua exclusividade e impossibilidade de repetição, alguns (principalmente neopentecostais) se levantam rebelados e ofendidos. Agora, em relação a passagens como estas, que são aplicáveis a qualquer um que deseja verdadeiramente seguir à Palavra de Deus… aí estes mesmos passam a interpretá-las como se devem interpretar os milagres, ou seja, negam a Verdade e preferem acreditar em “contos de fadas” provenientes da deturpação da Bíblia. Preferindo acreditar e divulgar FÁBULAS PROFANAS.

Esse excesso de denominações serve apenas para desacreditar a verdade do evangelho, desmoralizar a imagem dos cristãos verdadeiros, confundir a cabeça dos incrédulos, dar munição para críticas de outras “religiões” (católicos, adventistas…), expor o nome “cristão” ao ridículo, denominar “cristãos” pessoas que desconhecem totalmente a Palavra de Deus! Eu já vi em todas as mídias os pastores assaltando bancos, estuprando, adulterando, praticando pedofilia… e fazem questão de ressaltar o título: PASTOR!!!

Ora, quem deu esse título a eles? Quem os chamou? A qual evangelho são convertidos? Ou será que simplesmente fizeram “cursinhos” onde se finge capacitar qualquer um para ser “pastor”? Ou será que simplesmente alguém olhou para eles e disse que eram pastores?

Por outro lado e para provar que não apenas os “pés de chinelo” são passíveis de cometer absurdos, temos encontrado grandes e tradicionais nomes cometendo imundícies ainda piores do que a mera rendição aos impulsos humanos…

O ponto onde quero chegar é que após a criação do movimento pentecostal, em pouco mais de cem anos, podemos relacionar expressivas mudanças no mundo, nos métodos evangelísticos, nos objetivos, na forma de culto… e praticamente todas essas mudanças ou são questionáveis ou são claramente negativas em relação ao evangelho puro e bíblico.

Irão dizer que aumentou o número de evangélicos no mundo… e eu pergunto, evangélicos que crêem na Palavra de Deus ou em promessas de saúde, dinheiro e felicidade ainda nesta terra? E então vão dizer que isso não importa, pois todo aquele que crer será salvo… ora, eu pergunto sem medo: crer em que?

  • Crer meramente numa série de fonemas que soa como o nome do Filho de Deus?

  • Crer que Deus precisa realizar milagres para convencer alguém de que Ele é Deus?

  • Crer que testemunhar ou executar sinais, prodígios, milagres ou expulsão de demônios é sinal característico e de identificação para um cristão?

  • Crer em líderes humanos como sacerdotes sobre os gentios?

  • Crer que suas boas intenções e suas boas atitudes são suficientes para sua salvação?

  • Crer que será salvo sem conhecer a Palavra?

Essa é apenas uma pequena lista que refuta o que a grande maioria dos evangélicos tem demonstrado ser a sua “declaração de fé”…

A partir do momento que se iniciou uma busca pelo “mover espiritual” até o momento em que testemunhamos o surgimento “igrejas” estapafúrdias e heréticas a cada momento, um espaço de tempo muito pequeno foi necessário. A busca pelo controle do sobrenatural de Deus acabou levando os homens a uma jornada por um terreno pouco recomendável biblicamente: na Palavra, quem move o sobrenatural é Deus! Não temos exemplos bíblicos para que nenhum ser humano:

  1. Ordene anjos a realizar nenhuma tarefa;

  2. Mantenha conversação com demônios, os entreviste e muito menos julgue relevantes as informações através deles obtidas;

  3. Prometa que Deus vai obrigatoriamente devolver qualquer valor por qualquer oferta (e muito menos por causa da declaração de ninguém que isso vá ocorrer!);

Deus nos deixou sua palavra para ser seguida e nunca ignorada! Querer criar uma suposta “quarta dimensão”, ou “dimensão das águias” (ou qualquer nome que queiramos atribuir ao mundo espiritual que, enquanto vivos, não nos pertence) é justamente passar por cima da Bíblia e criar um canal de acesso para o diabo!

O inimigo de nossas almas está louco para curar suas doenças! Satanás quer te dar muito dinheiro! Os ministros do inferno estão querendo que muitos subam aos montes para ver fogo e sinais que nunca antes foram vistos! É fato! E digo mais: a cada dia surgirão mais e mais igrejas fazendo cada vez mais e mais sinais miraculosos e convencendo cada vez mais e mais gente de que seu Gezuz — hoje ouvi na TV que existe um Gezuz exclusivo da igreja mundial do poder de deus! — é o melhor… até o dia em que todas, ecumenicamente, irão se render ante a chegada de seu amado benfeitor (e vão cantando: “hoje o meu milagre vai chegar…”)!

E digo mais: tudo isso é enviado pelo próprio Deus!

“Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. (…) Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora resiste até que do meio seja tirado; E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade.” (II Tessalonicenses 2:3,4,7-12)

Então, amados, compreendam que CRONOLOGICAMENTE o tempo do fim está a cada dia mais próximo e a APOSTASIA não vai deixar de acontecer, não importa quantos ATOS PROFÉTICOS sejam realizados na intenção contrária… aliás, estes atos em si próprios já são parte dela! A humanidade INTEIRA vai se render à sedução do anticristo! Está escrito…

Compreendam que se satanás vai PARECER DEUS e até mesmo IRÁ SE ASSENTAR NO TEMPLO DE DEUS…. isso sim é verdadeiramente profético! Para isso é necessário que todos os setores mundiais estejam posicionados corretamente para aceitá-lo, ou seja, em crise profunda!

Imagine um homem que vá acenar com a solução financeira global… Agora imagine que este mesmo homem vai ser um ativista da paz… e, de quebra, este mesmo homem irá realizar milagres nunca antes testemunhados pelos vivos! Esse homem vai se revelar como o Messias esperado por TODAS as religiões (inclusive dos cristãos que não lêem a Bíblia… ou, se lêem, não compreendem).

Será que é tão difícil entender que após seis mil anos de prática, o inimigo de Deus não está jogando para perder? Será que os “engole-tudo-gospel” não são capazes de perceber que satanás movimenta as engrenagens do mundo para que o anticristo tenha a recepção mais maravilhosa da história da humanidade? Ou será que a aparente solução dos maiores problemas do mundo vai atrair só meia dúzia de gatos pingados para comemoração?

Sem dúvida um dos maiores interesses de satanás hoje em dia é que as igrejas estejam cheias! Sim repletas de pessoas que pensam estar servindo e adorando a Deus com suas danças, seus ritmos “resgatados” do mundo, suas mensagens de emocionalismo e psicologismo… todos na realidade não passam de cópias miseráveis e mal feitas de Caim: querendo empurrar os melhores vegetais goela abaixo de Deus porque em sua compreensão humana aquilo é bom. Tal qual Nadabe e Abiú todos trazem seus “fogos estranhos” para “agregar valor cultural” às igrejas e são alegremente recebidos pelos cães preguiçosos que se deliciam e ostentam através dos lucros expressivos provenientes do inchaço na membresia.

O diabo é sagaz e age em todos os campos… ou vocês acham que o baixo nível na educação brasileira (e até mesmo mundial) é mera coincidência? Fazer as pessoas largar a leitura por atividades mais “dinâmicas” é uma das estratégias para a dominação mundial! Se mal conseguem ler e compreender um livro secular, como alguém conseguirá ler a Bíblia?

As pessoas podem até estar verdadeiramente sedentas por salvação, mas sua incapacidade cultural restringe a grande maioria à dependência das mensagens fabricadas com base em teologias espúrias e auto-ajuda, arquitetadas por mentes maçônicas e cheias de lições de moral, porém carentes da solidez salvífica que apenas o evangelho concreto oferece.

Tais mensagens foram previstas por Paulo quando diz a Timóteo que as mesmas teriam aparência da piedade, porém negariam com veemência sua eficácia, ou seja, hoje nos deparamos com pregações soando tão belas, sábias e profundas… mas terminam por ensinar em algum ponto a deturpação da Verdade! Volto a lembrar que sinais e prodígios já não são mais ferramentas fidedignas para comprovar ação de Deus. Sabendo disso o que encontramos?

As macumbas da IURD não merecem sequer menção… mas temos então um Romildo determinando curas? Uns bispos pedindo dinheiro para levar ao exterior enquanto deixam o teto cair na cabeça dos fiéis? Algum apóstolo louco (pois Paulo foi o último!)? Um canal de TV que fica pedindo semeadores o tempo todo… para apresentar uma programação carente de substancialidade santa: fogos estranhos, psicologismos, a mulher que se deslumbrou com as “excelentes idéias” de Rick Warren?

Sinceramente não vejo solução… a menos que houvesse um grande e VERDADEIRO reavivamento. Mas isso iria retardar o retorno do Senhor. Escrevi estudos que são relevantes para a compreensão do quadro profético atual e não pretendo transcrevê-los aqui, mas volto a recomendar com veemência a leitura de “Termômetro do Fim” e “Uma Definição Para Apostasia”, pois permitirão uma compreensão bastante clara do que falo quando ressalto o avançado estágio do cumprimento profético bíblico em que este mundo inteiro se encontra.

Então, no final das contas, a cronologia aponta que o nome de Jesus vai ser tão blasfemado que o Filho de Deus vai preferir ter um novo nome (Apocalipse 3:12)! Aponta que os cristãos verdadeiros, que se mantiverem fiéis à Bíblia e se afastando da corrupção “gospel” ou serão arrebatados (I Tessalonicenses 4:15-17), ou serão derrotados (Apocalipse 13:7) ou até mesmo degolados (Apocalipse 20:4)!

Cronologicamente posso profetizar que aqueles que forem TESSALONICENSSICAMENTE (exatamente conforme II Tessalonicenses 2) enviados por Deus vão crescer cada vez mais, ganharão cada vez mais fama, fortuna e almas para o deus (…deste século).

Temos um bispo pentecostal brasileiro buscando o DESTAQUE através de um possível prêmio Nobel da Paz, merecido por seu trabalho ecumênico.

Temos um pastor pentecostal que alisa cabelos, faz sobrancelhas e blasfema copiosamente com idolatria geográfica, deturpação bíblica e comércio santo.

Temos vários cantores e pastores rejudaizantes… tocando até shofar!

Uma outra que se arrasta, movida por um espírito, como leãozinhoa e em cima de um palco… isso após querer vincular um ato profético à morte de um ser humano! (Aliás, essa já deve estar cansada de ser exortada… mas ou cisma de querer ficar inventando e aparecendo ou é serva de satanás mesmo!)

Temos um tradicional e famoso pastor batista que se vendeu ou foi traído por sua equipe, mas de qualquer forma deu declarações completamente antibíblicas para um jornal americano, sendo estas mesmas palavras utilizadas em um jornal espírita brasileiro!

OsOs batistas então se emocionam com a união das religiões… também, com um Rick “esqueça a Bíblia, sejamos amigos” Warren corrompendo tudo de dentro para fora, não dá para resistir!

Aliás, destaque especial para o senhor Rick “15 versões de Bíblia” Warren, que esteve presente na coroação do rei que vai colaborar na implantação da nova Sodoma! O senhor propósitos ainda consegue ser chamado pela imprensa e pelo mundo em geral de cristão conservador, acreditam? Tenho a clara percepção de que Rico Warren é para os gentios o que Salomão foi para os judeus: trouxe tantas culturas estranhas que conseguiu corromper tudo!

Agora compreendo porque alguém diz, na capa de “Uma Igreja com Propósitos”, que é o livro mais importante depois de Atos dos apóstolos: Atos marcou o início da Igreja… o livro de Rick é a fórmula mágica (nem duvido disso também!) para o princípio do fim!… não deixa de ser importante, não é mesmo?

Para podermos prosseguir em nosso estudo, faz-se necessária a leitura de uma notícia que encontrei no site da ADIBERJ (Associação dos Diáconos Batistas do Estado do Rio de Janeiro), cuja fonte é o Diário Cristão:

Líderes mundiais rejeitam violência cometida em nome de Deus

 

Líderes mundiais concluíram uma grande conferência da ONU sobre as relações inter-religiosas, rejeitando os atos de terrorismo e de violência cometidos contra civis em nome da religião.

Na declaração lida pelo secretário-geral da ONU Ban Ki-Moon na quinta-feira, "os estados participantes afirmaram a sua rejeição do uso da religião para justificar a matança de pessoas inocentes e ações no combate ao terrorismo, violência e coação, que contradiz diretamente o empenho de todas as religiões para a paz, justiça e igualdade."

A conferência de dois dias em Nova Iorque, reuniu 14 chefes de estado fez parte de um diálogo internacional em curso entre as religiões mais importantes do mundo iniciada pelo Rei Abdullah da Arábia Saudita para ultrapassar divisões religiosas e promover relações pacíficas entre as maiores religiões.

Falando através de um tradutor, o Rei Saudita pediu a rejeição do terrorismo.

"O terrorismo e a criminalidade são os inimigos de toda a religião e civilização,” disse ele. "Eles não teriam aparecido não fosse o derrube dos princípios de tolerância".

O Ministro dos Negócios Estrangeiros Saudita Saud Al-Faisal indicou aos repórteres, porém, que não haveria nenhuma mudança imediata na Arábia Saudita, um país que segue uma forma rigorosa do Islã conhecida como Wahhabismo que proíbe a adesão pública a qualquer outra religião.

"Se você reunir as pessoas de uma forma que elas compreendam que têm todas a mesma ética, que têm os mesmos valores, isso abrirá os corações e as mentes das pessoas para novos avanços,” disse Saud aos jornalistas. "Mas dizer desde o início que você tem de se transformar em algo que você não é agora ou nada mais poderá ser alcançado, penso eu, é levar o argumento longe demais."

Ban frisou a necessidade das pessoas de fé encontrarem terreno comum.

"A iniciativa do Rei Abdullah surge numa altura em que a necessidade de diálogo entre religiões, culturas e civilizações nunca foi tão grande,” disse Ban numa conferência de imprensa. "O desafio agora é ir além das palavras poderosas e positivas que escutamos."

A conferência alcançou a rara façanha de reunir o Rei Saudita e o Presidente Israelita Shimon Peres juntos na mesma sala, apesar dos dois não terem falado diretamente um com outro.

Ban observou que a conferência tinha "reunido pessoas que de outro modo poderiam não ter nenhuma outra oportunidade de interagir". "Junto com outras iniciativas, ela irá contribuir para a construção de um mundo mais harmonioso,” disse ele.

O presidente dos EUA George W. Bush deu aquele que se espera venha a ser o seu último discurso na ONU como presidente na quinta-feira, no qual ele rejeitou o uso da religião para justificar terrorismo e atos de violência contra pessoas.

"NÓS ACREDITAMOS que Deus nos chama a viver em paz – e a opor-nos a todos aqueles que usam o Seu nome para justificar a violência e os assassínios,” disse ele.

Resumindo: os HOMENS, baseados em suas sabedorias, tomaram decisões que indubitavelmente destoam do que o Deus da Bíblia recomenda. Juntem esse evento que reforça a imagem de um deus-humano (que nunca exterminaria os servos de satanás em nome da paz na terra) à situação atual em que se encontram os "ícones" evangélicos: bem vestidos, se destacando, curando… irão se tornar tão bons para a humanidade que o evento abaixo parece não ter onde se encaixar. Vejam:

“E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco. Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra. E, se alguém lhes quiser fazer mal, fogo sairá da sua boca, e devorará os seus inimigos; e, se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto. Estes têm poder para fechar o céu, para que não chova, nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda a sorte de pragas, todas quantas vezes quiserem. E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra, e os vencerá, e os matará. E jazerão os seus corpos mortos na praça da grande cidade que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde o seu Senhor também foi crucificado. E homens de vários povos, e tribos, e línguas, e nações verão seus corpos mortos por três dias e meio, e não permitirão que os seus corpos mortos sejam postos em sepulcros. E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra. E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram. E ouviram uma grande voz do céu, que lhes dizia: Subi para aqui. E subiram ao céu em uma nuvem; e os seus inimigos os viram.” (Apocalipse 11:3-12)

Diante das vestes usadas pelos modernos ministros evangélicos… quem vai acreditar que alguém vestido de saco virá falar em nome de Deus?

Diante das curas milagrosas que testemunhamos em qualquer canal de TV, vai ser custoso acreditar que Deus vai enviar emissários que vão soltar fogo pela boca… e, o horror para quem defende os "direitos humanos", matarão aqueles que tentarem atacá-los!

Definitivamente será fácil fazer os “engole-tudo-gospel” de hoje acreditarem que estas testemunhas, registradas profeticamente na Bíblia há quase dois mil anos, serão terroristas enviados por satanás. E essa crença será tão viva que, diante da morte desses profetas, a humanidade INTEIRA vai até mesmo TROCAR PRESENTES como se fosse uma espécie de natal fora de época!

Por favor, olhem com atenção esta profecia que não é minha: como alguém ainda pode querer ganhar dinheiro cantando que “o melhor de Deus ainda está por vir”? O caminho para o céu é a morte física… e conforme o tempo avança maior a probabilidade de que tal momento seja de martírio para aqueles que permanecerem verdadeiramente fiéis a Deus. Acho que quem fala uma asneira como essa é nunca foi capaz de compreender que o melhor de Deus já veio e se chamou Jesus Cristo! Ou então já começou a pregar sobre o outro deus…

Se eu, que apenas falo com seriedade e respeito à Palavra, já sou tomado por servo do maligno ao não compartilhar desse amor permissivo e pestilento que contaminou a maioria dos evangélicos… imaginem se soltasse fogo pela boca?

Estamos testemunhando as ações estratégicas de satanás acontecendo a cada momento. Não precisamos ir até Israel, não precisamos nem mesmo ser tão eruditos: basta conhecer a Bíblia e buscar as informações na mídia. Não sou nenhum repórter, mas vou registrando notinhas sobre o que consigo captar em um blog : nova Sodoma (ou Babilônia), ecumenismo, virtudes do céu abaladas… tudo ao mesmo tempo — AGORA!

Escrevo sobre o que vejo, escrevo sobre o que leio e ouço!

Ouvi, pela primeira vez na vida, algum material adventista e ia me encantando com os cuidados que têm, com a rigidez de suas doutrinas… e, depois de estranhar algumas estranhas referências, fui pesquisar o que seria esse tal “Espírito de Profecia”. Foi desilusão imediata!

Querem trazer adendos à Palavra de Deus dizendo tratar-se de profecias complementares e no mesmo nível da Bíblia!! Aí eu fui descobrir que tentam guardar o sábado… e guardam mal, pois os judeus nem lâmpadas nem fogo acendem (aliás, nem papel higiênico podem cortar para se limpar, sabiam?). Mas a mensagem sobre a mídia que ouvi, filtrando-se as referidas deturpações, é de ótima qualidade. Não me arrisco a divulgá-la para que cristãos despreparados, que não saibam distinguir engodos no meio das informações, sejam seduzidos por minha culpa.

Foram-se dois anos cujo tempo nunca recuperarei, porém agradeço muitíssimo a Deus pelo sustento e livramento que tive nesse período de “fuga” ministerial: vou começar a trabalhar legendando um filme que me foi indicado pelo Jeremias e revela a ação dos demônios através da mídia: através de uma música de sucesso eles expõem a crise financeira atual com um ano de antecedência! Também espero apresentar a análise do livro “É Tempo de Dançar” até dentro de duas semanas… e se vai para a seção “análises”, já imaginam o tipo de doutrina que essa obra dissemina, não?

Pretendo continuar meu ministério enquanto não pedirem minha cabeça: tenho algumas palestras preparadas e vou abrir minha agenda para organização de futuros eventos muito em breve. De um jeito ou de outro, sei muito bem que o Senhor virá como o ladrão na noite e minha função é alertar as virgens imprudentes para encher suas lâmpadas. Compreender a cronologia bíblica é fundamental, pois não vivemos um tempo de festa: cada segundo é um passo dado em direção ao cumprimento da profecia da Palavra de Deus. Se a história da humanidade já teve manhã e tarde, como eu poderia ignorar o avanço natural do tempo? Por isso quero edificar os que estão destinados à salvação e não posso deixar de ser verdadeiro, não posso abandonar a Palavra… e de ser um Teóphilo a cada momento mais Noturno.

Rogo a Deus Pai, Criador dos céus e da terra, que proteja a cada um de seus verdadeiros servos durante esses tempos trabalhosos que vivemos. Que, em nome de meu Senhor e Salvador Jesus Cristo, cada um destes seja abençoado com saúde para não desfalecer na batalha e sabedoria para compreender os desígnios do Pai.

Concluo aqui este estudo nem um pouco relaxante, mas que espero, poder trazer esperança àqueles que se encontram desiludidos por tantos dos enganos aqui elencados: tudo isso é necessário para que a Palavra de Deus se cumpra e, através disso, possamos chegar a nosso maior objetivo — A Israel Celestial! O Novo Céu e a Nova Terra! O Paraíso!

14/01/2010: Para saber mais sobre a fidelidade de Deus e o cumprimento das profecias, leia "Angra, Haiti, Natal e Balanço Geral - Deus É Fiel?".

Um fraternal abraço.

LINK CURTO PARA ESTA POSTAGEM:
http://bit.ly/cronologico

Teóphilo Noturno